Crueldade

Oficiais da China oferecem recompensa a moradores que matarem cães para conter pandemia do coronavírus

Tentativa doentia e cruel de impedir avanço do COVID-19 é criticada por moradores

DailyMail

Moradores uma comunidade do sul da China, na semana passada, estavam em clima de guerra depois que o escritório de administração de um bairro da cidade Dongguan ofereceu recompensas em dinheiro pela morte de cães encontrados em área públicas desacompanhados de seus tutores como parte da política higienista de conter o surto de coronavírus.

O terrível incentivo foi incluído em um aviso intitulado “um lembrete gentil”, emitido a moradores da comunidade de Wanjiang, em Dongguan, em resposta a denúncias que apontava que alguns tutores de cães estavam sendo irresponsáveis ao deixar os animais circularem livremente sem proteção.

Segundo o escritório de administração, qualquer cão encontrado desacompanhado seria classificado como abandonado. E quem matasse esses animais indefesos tinha o direito de reivindicar uma recompensa de 200 yuanes (cerca de R$ 200) – uma vez que a morte fosse verificada por um segurança.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Muitos que viram o aviso ficaram horrorizados. “É uma regra tão bárbara. Não é o que uma sociedade civilizada deve fazer”, disse uma mulher. “Se as crianças virem isso, não acreditarão que devem amar os animais”, disse outro.

Um morador de sobrenome Zhang disse que seu animal domésticos desapareceu há cerca de uma semana e ele estava preocupado com a possibilidade dele ter sido morto. Ele disse que denunciou o caso à polícia.

Proposta criminosa

Um funcionário de sobrenome Long, do escritório de administração, disse que o aviso não era para ser uma crítica aos tutores de cães, mas foi emitido em uma tentativa de torná-los mais responsáveis ​​por seus animais domésticos.

Mas Wanjiang não é a única comunidade residencial em Dongguan a oferecer recompensas por matar cães sem lar. Em outro bairro, os residentes receberam 300 yuanes (R$ 300) por matar cães com peso de 7,5kg ou mais e 200 yuanes (R$ 200) para cães menores.

O esquema gerou tristeza e revolta em moradores e internautas.”Você pode julgar como um país é civilizado, observando como ele trata seus animais”, comentou uma pessoa.

O aviso foi removido depois de provocar indignação entre os moradores, porém não se sabe quantos animais foram assassinados enquanto a determinação estava em vigor. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, não há nenhuma evidência sugerindo que o coronavírus possa ser transmitido para ou por animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui