Estados Unidos

Mulher adota seis cachorros com necessidades especiais

Tracey tomou a decisão de acolher os animais após a morte de seu amigo de quatro patas Hayden, que devido a uma doença degenerativa perdeu os movimentos das patinhas traseiras

Foto: The Fowler Herd
Foto: The Fowler Herd

Encontrar uma família que esteja disposta a cuidar de um cachorrinho portador de necessidades especiais é um grande desafio, já que eles exigem muito mais atenção e cuidado. No entanto, Tracey Fowler, uma moradora de Massachusets, nos Estados Unidos, se mostrou estar mais do que preparada para dar todo seu amor e carinho para esses animaizinhos. Ela adotou seis cães portadores de necessidades especiais.

Tracey relatou que passou a adotar os animais após o falecimento de seu companheiro de quatro patas Hayden, que morreu após lutar durante meses contra uma doença degenerativa que o fez ter de usar cadeiras de rodas. Apesar das limitações, o cachorrinho continuava vivendo a vida, feliz e muito bem tratado por sua tutora.

Foi dessa forma que Tracey optou por fazer a diferença na vida de outros cãezinhos que possuíssem uma limitação física. “Atualmente, tenho oito cães. Seis são portadores de necessidades especiais e 2 são pastores alemães que eu tinha antes de adotar os outros”, explica Tracey.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Todos os cãezinhos adotados por ela recebem bastante amor e carinho, vivem desfrutando a vida como qualquer outro animalzinho brincando e se divertindo, principalmente durante o inverno, quando podem sair para brincar na neve e esquiar.

Foto: The Fowler Herd

Apesar disso, Tracey alerta que cuidar de cãezinhos necessitados é uma grande e importante missão, mas que não é para todo mundo. “Se você tem nojo de cocô e xixi, talvez adotar um animal com necessidades especiais não seja para você. Se você está bem com isso, honestamente, não é diferente do que se eles estivessem andando”, concluí a mulher.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui