Alerta

Mudanças climáticas estão alterando o período de hibernação dos ursos

No começo do ano os ursos ainda deveriam estar dormindo, no entanto, vários deles foram vistos em várias partes do mundo

Ursos estão terminando a hibernação mais cedo. Foto Skeeze/Pixabay

As mudanças climáticas estão causando perigosas alterações na vida dos animais. Nas áreas mais geladas, ursos polares foram vistos enterrando presas para economizar alimento – um hábito só registrado com ursos pardos que, devido à proximidade com outros animais da mesma espécie e sequestradores de alimentos como corvos, se vêem obrigados a esconder a comida.

Agora as alterações estão ocorrendo com os próprios ursos pardos e negros. Na Rússia, Finlândia, Canadá e EUA estão sendo registrados avistamentos de ursos que, em condições normais ainda deveriam estar hibernando nessa época do ano. O sono profundo ajuda esses animais a economizar energia e, assim, sobreviverem ao inverno sem ter que comer muito. Mas o aumento das temperaturas está provocando mudanças de hábitos em diversas espécies.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A Europa, por exemplo, teve o inverno mais quente de todos os tempos e os EUA tiveram temperaturas mais altas que o normal para os meses de dezembro e janeiro. Em entrevista à BBC News, o especialista em vida selvagem Alan Wright disse que o retorno precoce da hibernação não é bom para os ursos ou seres humanos.

Ursos pardos precisam hibernar no tempo certo para poder encontrar alimento ao saírem de suas tocas. Foto Steppinstars/Pixabay

“O grande problema dos ursos é a disponibilidade de alimentos.  Eles vão procurá-lo e não haverá muito por aí – porque muitas plantas e animais menores podem não estar lá para alimentá-los. Os ursos precisam de comida rapidamente depois de sair da hibernação, porque em breve estará na época de reprodução”, explica.

Ele salienta que “muitos filhotes” nascerão com pais que não serão fortes o suficiente para alimentá-los “com o tipo certo de comida” e, dessa forma, podem não sobreviver na primavera.

Outro problema seria os ursos procurem alimentos junto dos humanos: “Normalmente, um urso não quer se envolver com a humanidade, apenas quer fazer suas próprias coisas, mas se não houver comida suficiente, eles procurarão mais longe – o que significa se aproximar dos humanos. Você ouve ursos tentando arrombar carros em algumas áreas”.

Alan diz na reportagem que isso só acontece se os ursos ficarem “realmente desesperados” diante da fome e da necessidade de alimentar seus filhotes. A partir disso, conflitos entre ursos e humanos são praticamente certos. “Eu não gostaria que as pessoas tivessem muito medo dos ursos saindo da hibernação. Acho que devemos entender por que eles estão fazendo isso e o tipo de situação que enfrentam. É assustador, mas também muito triste e desesperador para eles”, conclui.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui