Estados Unidos

Cães em abrigos serão mortos durante o surto de coronavírus em Nova York

Grupo de direitos animais alerta que, com as pessoas sendo forçadas a ficar em casa, menos cães serão adotados e mais animais serão induzidos à morte

O abandono cresce nas ruas de NY e protetores temem que mais animais sejam mortos nos canis por falta de espaço. Foto Lesya T/Pixabay

Se já era difícil promover adoções de cães e gatos, com a pandemia do Covid-19 a situação fica ainda pior. Diferente do Brasil, onde SP e muitos outros estados já proíbem que animais em situação de rua sejam capturados e mortos, diversos estados americanos ainda matam cães e gatos até mesmo com a arcaica e cruel câmara de gás. Isso ocorre tanto nos canis municipais quanto em vários particulares. À medida que chegam novos animais, os mais antigos são mortos para abrir vagas nos alojamentos.

De acordo com a Voices for Shelter Animals (Vozes para os Animais de Abrigos), o surto de coronavírus pode levar a um aumento no número de cães induzidos à morte nos abrigo de Nova York. “Com grande parte da cidade observando o distanciamento social e as pessoas sendo forçadas a ficar em casa, menos cães serão adotados com sucesso nos próximos meses, o que significa que mais deles serão mortos”, disse o grupo ao portal The Independent.

Vários eventos de adoção já foram adiados desde o início do surto de coronavírus e o grupo tem apelado aos abrigos de animais na cidade para “suspender toda eutanásia animal sem indicação médica em resposta ao declínio potencial na participação de voluntários e funcionários”.

Katy Hansen, porta-voz dos Centros de Cuidado Animal de Nova York , que administra abrigos no Brooklyn, Manhattan e Staten Island, disse ao The Independent: “Estamos tentando de tudo para garantir que não haja aumento de mortes, mas não podemos fazer isso sem a ajuda da comunidade”

Para evitar uma tragédia com mutos animais saudáveis sendo mortos, vários abrigos estão empenhados numa campanha que pede aos cidadãos que dêem lar temporário. “Desde o início do surto, cerca de 2 mil nova-iorquinos se inscreveram para cuidar de um animal de estimação enquanto trabalham em casa. Com isso suspendemos toda eutanásia de animais sem razões médicas na semana passada e até o momento nenhum foi morto”, disse Katy.

O Voices for Shelter Animals defende uma política de “não matar” para os abrigos de Nova York, o que significa que nenhum animal deve ser morto enquanto estiver sob seus cuidados. Mas apesar de décadas de campanha por grupos de bem-estar animal, muitos abrigos de resgate ainda eliminam os animais doentes, perigosos ou por falta de espaço.

A taxa de eutanásia para animais de estimação caiu mais de 75% nos últimos 10 anos, de acordo com uma análise recente do New York Times . Grande parte dessa mudança é atribuída ao aumento da castração e esterilização.

NOTA DA REDAÇÃO: Cães e gatos não pegam nem transmitem o covid-19. Eles podem apenas pegar as versões canina e felina do coronavírus que não são transmissíveis aos humanos, segundo o que  atestam veterinários do mundo todo. O cão de Hong Kong que a princípio mostrou em exames ter “vestigíos” do covid-19, morreu dois dias depois de ser constatado, por meio de testes mais complexos, que ele não portava o coronavírus humano. Ele era um cão idoso, com 17 anos, e os próprios especialistas de Hong Kong declararam que ele deve ter morrido devido ao estresse causado pela distância da família durante a quarentena.
No entanto, tutores infectados com convid-19 devem delegar os cuidados aos seus animais a outras pessoas e, se isso não for possível, usar álcool gel antes de acariciar seus cães e gatos, pois, pode haver uma contaminação superficial do pelo desses animais do mesmo modo que haveria num corrimão de escada, por exemplo. A ANDA tem se preocupado em passar as informações corretas, com embasamento da OMS – Organização Mundial da Saúde e de veterinários, a fim de evitar abandono e maus-tratos. Colabore também disseminando as informações corretas!

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

2 COMENTÁRIOS

  1. Meus cachorrinhos e meus gatos são meus filhos de patas,duas enclusive dorme juntinho comigo na. Cama são dócil nós transmite, muito amor,e carinho ,chega de preconceitos,eles sentem dor ,tristeza quando os abandonam ,pois tem sentimentos,mais que o ser, humano; jamais vou permitir alguém fazer uma crueldade com qualquer que seja;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui