Conscientização

Bryan Adams: “Humano, a criatura mais perigosa da Terra”

Músico canadense costuma publicar imagens e mensagens no Instagram que possam motivar seus seguidores a considerarem o veganismo

Adams já defendeu que não temos desculpas para não sermos mais compassivos com os animais (Foto: Getty)

Visando conscientizar seus seguidores nesse período de pandemia de covid-19, o músico canadense Bryan Adams compartilhou no Instagram no final de semana um famoso vídeo do ilustrador britânico Steve Cutts e publicou uma curta legenda, classificando o ser humano como “a criatura mais perigosa da Terra”.

Adams já defendeu que não temos desculpas para não sermos mais compassivos com os animais (Foto: Getty)

Trajetória de destruição deixada pela humanidade

No trabalho reconhecido internacionalmente, Cutts mostra a trajetória de destruição já deixada pela humanidade no planeta desde que decidimos espoliar a natureza, degradar o meio ambiente e reduzir os animais a produtos, incluindo commodities.

A crítica é atual, considerando a relação que os cientistas têm feito do impacto ambiental e da exploração animal com o surgimento e a disseminação do coronavírus, que hoje é uma pandemia que já atinge todos os continentes.

Promoção do veganismo no Instagram

Famoso por sucessos como “Everything I Do”, “Summer of 69″, Heaven” e “Please Forgive Me”, Bryan Adams costuma publicar imagens e mensagens no Instagram que possam motivar seus seguidores a considerarem o veganismo. Ele já defendeu que não temos desculpas para não sermos mais compassivos com os animais. Além disso, atribui sua boa saúde a uma boa dieta à base de vegetais.

Em 2019, o músico começou a plantar uma árvore a cada ingresso vendido, ultrapassando mais de um milhão de árvores plantadas. O Brasil fez parte de sua rota ecológica, onde se apresentou em outubro, quando fez shows em São Paulo e Rio de Janeiro.

“Se você ama os animais, não os coma”

Adams abandonou o consumo de carne em 1988, até que mais tarde se tornou vegetariano e então vegano. A primeira grande campanha de sucesso que contou com a participação do músico foi a construção de um santuário de baleias na Antártica na década de 1990.

Há alguns anos, em entrevista à organização Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA), ele mandou uma mensagem bem clara para quem defende alguns animais, mas come outros: “Se você ama os animais, não os coma.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui