Extintas na natureza, ararinhas-azuis nascidas na Alemanha chegam à Bahia


A espécie desapareceu por completo da natureza após ser alvo de traficantes e caçadores


Cinquenta e duas ararinhas-azuis, espécie extinta na natureza há quase 20 anos, chegaram na cidade de Curaçá, na Bahia, na última semana. As aves nasceram na Alemanha, em cativeiro.

Foto: Reprodução/TV Bahia

Um macho da espécie, encontrado em 1995 pelo Fantástico, da TV Globo, foi o último animal visto na natureza. Biólogos tentaram, na época, induzir o acasalamento com uma fêmea, nascida em cativeiro, mas não funcionou. Depois, o macho desapareceu.

Alvo de caçadores e traficantes, a ave desapareceu por completo da natureza. Sob proteção da Polícia Rodoviária Federal, 52 delas foram trazidas para o local de origem da espécie, Curaçá. Antes da soltura, elas ficarão em viveiros de dois mil metros quadrados no meio da Caatinga e serão acompanhadas por biólogos e veterinários, que submeterão os animais a treinamentos de readaptação

“É um processo longo. Na verdade, a gente está com a previsão de cinco anos para que a gente tenha um sucesso nesse projeto”, disse ao G1 a veterinária Marisol Pessanha.

O projeto tem o apoio de uma ONG alemã e de entidades brasileiras, além do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Como a espécie depende da árvore Caraibeira para se reproduzir, 120 mil hectares da Caatinga foram transformados em unidades de conservação.

“Aqui a gente tem muitas áreas de riacho, então há uma abundancia considerável de Caraibeiras”, contou a pesquisadora Kilma Manso.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CRIME AMBIENTAL

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>