Borracheiros buscam adoção para cão deficiente abandonado em Porto Velho (RO)


O animal está sendo alimentado pelos borracheiros, mas precisa de tratamento veterinário


Os borracheiros Ozimar Queiroz e Lindomar Queiroz estão à procura de um adotante ou de uma pessoa que possa oferecer cuidados veterinários a um cão com deficiência que foi abandonado em frente à borracharia na qual eles trabalham, na Estrada do Belmont, em Porto Velho (RO).

Foto: Diêgo Holanda/G1

O animal foi abandonado no local em meados de fevereiro, magro e sem conseguir andar. Comovido com a situação, Ozimar, conhecido como Galego, passou a alimentar o cachorro.

“Jogaram aqui na frente. Nós chegamos de manhã e ele estava ali. A gente se compadeceu, botamos ele pra cá e estamos dando comida, mas o coitado fica nessa situação aí. Ele não anda nada, pois as duas patas dianteiras estão viradas para trás”, contou Ozimar ao G1.

Por conta da posição que fica, o cachorro passou a ser chamado, de maneira carinhosa, de Foca. Os borracheiros mudam o animal de lugar durante o dia, mas ele acaba se arrastando na lama para se aproximar de um gato em situação de rua que aparece na borracharia.

Foto: Diêgo Holanda/G1

De acordo com Lindomar, o cachorro é dócil e precisa de tratamento veterinário. Os borracheiros, porém, não têm como arcar com os custos.

“A gente chama ele de foca, pelo jeito que ele fica. Quando a gente pegou, ele estava bem magrinho, mas já está engordando, pois estamos dando comida. Por causa da chuva ele tá todo sujo, mas a gente não tem condições de cuidar aqui”, lamentou Lindomar.

Interessados em adotar o cachorro ou em ajudar com os custos do tratamento veterinário podem entrar em contato com Lindomar através do telefone 9 9378-7410 ou comparecer na borracharia, que funciona em um contêiner vermelho do lado direito no sentido portos, na Estrada do Belmont, a aproximadamente 2,5 quilômetros de distância da Avenida Imigrantes, em Porto Velho.

Foto: Diêgo Holanda/G1

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOMENAGEM

ESCRAVIDÃO

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>