Dados

Mais de 550 casos de maus-tratos são registrados em 2019 em Uberaba (MG)

Foto: Denise Max/Arquivo Pessoal

Foram feitas 229 diligências no ano para apurar os casos e 148 ofícios foram encaminhados ao Ministério Público de Minas Gerais


Em 2019, foram registradas 557 denúncias de maus-tratos a animais pela Superintendência Municipal de Bem-Estar Animal de Uberaba, em Minas Gerais. Os casos foram denunciados por cidadãos, vereadores, pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e outros.

Foto: Denise Max/Arquivo Pessoal

O levantamento mostra ainda que 229 diligências para apurar as denúncias foram realizadas ao ano, além de 148 ofícios enviados ao MPMG, entre representações de casos de maus-tratos para que providências fossem tomadas e debate de políticas públicas sobre proteção animal.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A superintendente Janaína Coutinho explicou ao G1 que, em alguns casos, a Superintendência contou com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Meio Ambiente (PMMA).

Trabalhos de conscientização em feiras de adoção de animais, com divulgação de leis de proteção animal, também foram feitos pela Superintendência, que informou ter prestado auxílio a ONGs, acompanhado denunciantes em delegacias, no Fórum e no Ministério Público, além de ter orientado a população.

Para que o trabalho prossiga, casos de maus-tratos registrados na cidade devem ser denunciados através do telefone (34) 3318-0218 ou presencialmente, na sede da Superintendência, no Centro Administrativo da Prefeitura, na Avenida Dom Luiz Maria de Santana, 141, Bairro Mercês, de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

O crime de maus-tratos a animais é configurado, segundo Janaína, por diversas situações. Dentre elas, abandono; envenenamento; mutilação; agressão física; animais mantidos presos em correntes ou cordas curtas; em espaço incompatível com o porte; em local sem iluminação, ventilação ou limpeza; expostos às variações climáticas e anti-higiênico; expostos a esforço ou carga excessiva; animais debilitados sujeitos ao trabalho.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui