Consciência

Jornalista se desentende com membro da PETA sobre o uso do termo ‘animal de estimação’

huoadg5888/Pixabay

A recomendação da instituição PETA é que o termo seja substituído por ‘companheiro’


huoadg5888/Pixabay

Piers Morgan, jornalista britânico, teve um desentendimento com um membro do grupo de defesa dos direitos animais PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), depois que a instituição pediu para que as pessoas deixem de utilizar o termo ‘animal de estimação’. A recomendação da organização é que o termo seja substituído por ‘companheiro’, pois é mais preciso ao definir a relação entre os animais e os humanos. A instituição considera ‘animal de estimação’ um termo depreciativo.

De acordo com a diretora sênior de mídia da instituição, Jennifer White, a discussão começou no programa Good Morning Britain, na Inglaterra, quando foi questionada pelo jornalista, que apresenta a atração, sobre o assunto. Na ocasião, White explicou que “não odiamos o termo, mas estamos incentivando o uso de um melhor”. Morgan perguntou, então, se o nome da instituição seria alterado, uma vez que a sigla possui a palavra ‘pet’, relativo a ‘animal de estimação’ na língua inglesa. A jornalista Susanna Reid, que comanda o programa ao lado de Morgan, explicou ao colega que o termo não está relacionado ao nome da instituição.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

De acordo com o site Standard (4), White utilizou a oportunidade para comentar a relação entre humanos e animais. “Muitas pessoas que têm cães e gatos se referem a eles como ‘animais de estimação’ e se referem a si mesmos como ‘donos’, e isso implica que os animais são posses”. A afirmação levou a uma nova manifestação de Morgan, que afirmou que White “sequer acredita nessa bobagem”. A discussão provocou um debate nas mídias sociais em defesa de White.

Os espectadores acreditam que Morgan se excedeu e que, mesmo não concordando com a posição de White, o tratamento poderia ser diferente. “Suas opiniões podem ser tolas, mas não havia necessidade de tratá-la dessa maneira”, escreveu um espectador. Por outro lado, algumas pessoas concordam com o posicionamento de Morgan. Para um espectador “grupos como o PETA levam as coisas longe demais”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui