Esperança

Ilha Kangaroo, na Austrália, dá sinais de recuperação após incêndios devastadores

A ilha queimou por 21 dias seguidos e teve 90% dos coalas exterminados pelas chamas

Poucos coalas puderam ser salvos na Ilha Kangaroo. Foto Getty Images/Daily Mail

O terror vivido pelos animais nativos da Ilha Kangaroo, na Austrália, imersos em incêndios gigantescos, parece ter chegado ao fim, mas o saldo é muito negativo.  Foram 21 dias de fogo intenso reduzindo metade da ilha às cinzas ou 211 mil hectares. Além de duas pessoas que perderam a vida tentando escapar dos incêndios, a vida selvagem local foi drasticamente aniquilada.

Especialistas acreditam que cerca de 90% da população de coalas da Ilha morreu queimada. Dos 60 mil animais dessa espécie que lá viviam, apenas 5 mil puderam ser socorridos. Cangurus e outros animais tipicamente australianos também sucumbiram na tragédia que comoveu o mundo todo.

Canguru observa a destruição. Foto Getty Images/Daily Mail

O cenário ainda é de devastação, mas pequenos sinais de vida estão brotando por toda parte, apresentando uma vegetação nova e que se esforça para sobreviver. São imagens que mesclam destruição e esperança à medida que alguns moradores retornam e vários animais sobreviventes são flagrados observando a paisagem ao redor, como que querendo reencontrar outros animais da família.

Cerca de 600 animais de várias espécies estiveram internados em hospitais da vida selvagem sendo 95% deles coalas. Dois cangurus resgatados e recuperados foram devolvidos ao Kangaroo Island Wildlife Park. Coalas em bom estado de saúde também tem sido devolvidos às regiões que ainda conservam árvores e vegetação própria para sua alimentação. Aos poucos, a vida ressurge.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui