Crime

Homem de 73 anos é acusado de queimar seus cães com produto químico

Goldie teve músculos e tendões expostos pelas queimaduras/ Shelter Animal Cruelty Division

Os animais foram resgatados e estão sendo atendidos em clínica especializada


Goldie teve músculos e tendões expostos pelas queimaduras/ Shelter Animal Cruelty Division

Um homem de 73 anos foi acusado de negligenciar os cuidados com dois cães jovens que estão sob sua guarda na Pensilvânia, estado do nordeste dos EUA. A denúncia foi feita por um vizinho do idoso na semana passada. De acordo com o denunciante, os tutores dos animais não estavam cuidando dos ferimentos que ambos apresentavam no corpo.

Eric Duckett, agente policial, foi enviado até a casa indicada e confirmou as informações da testemunha. Goldie, uma mistura da raça terrier, de dois anos, foi encontrada pesando cerca de 4,5 kg. Além da evidente desnutrição, ela apresentava queimaduras na cabeça, focinho e nas pernas dianteiras, com 80% dessa região queimada. De acordo com comunicado do órgão responsável pela investigação, “sua pele se contraiu tanto que ela não conseguia fechar os lábios e apenas as pálpebras inferiores podiam se mover”.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Chopper, sofreu a maior parte de suas queimaduras nas costas e no tronco/ Shelter Animal Cruelty Division

O outro cão, uma mistura da raça pit bull, de nove meses, chamado Chopper, sofreu a maior parte de suas queimaduras nas costas e no tronco, além da perda da orelha direita. Segundo Duckett, o tutor dos animais, identificado como Terry Payne, recusou-se a cooperar de início e não liberou os cães. Posteriormente eles foram entregues e levados para o Centro de Emergência Veterinária de Pittsburgh.

A suspeita é de que as queimaduras tenham sido causadas por um produto químico chamado Drain-O. A equipe médica que atendeu aos cães informou que eles vão sobreviver e podem receber alta nas próximas semanas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui