Denúncia

Cuidador de cães é flagrado agredindo cachorros em hotel para animais

Reprodução

Um dos cães agredidos teria passado a mancar após apanhar. O caso foi denunciado a uma entidade de proteção animal


John Walker, de 67 anos, foi denunciado por agredir cachorros em um hotel para animais. Imagens teriam mostrado o cuidador socando, chutando e usando alças de esfregão para espancar os cachorros no Hotel e Creche de Animais Mucky Pups em Lancashire, na Inglaterra.

Reprodução/Chelsea Devine

Uma ex-funcionária do local, chocada com o caso, decidiu expor o vídeo. Chelsea Devine, de 19 anos, afirmou que foi forçada a deixar o trabalho após se queixar das agressões à filha de Walker, Lauren, que é dona do hotel e negou que seu pai tivesse agredido os cachorros. As informações são do jornal Metro UK.

Devine afirmou que um dos cachorros passou a mancar depois da agressão. “É desprezível o que ele faz com esses pobres animais”, disse ao jornal Sun. A proprietária, no entanto, tentou amenizar a situação. “Abusar deles é a palavra errada. Métodos de correção pesados, sim. Dizer que meu pai estava abusando deles, está incorreto”, afirmou.

Através do Facebook, o hotel se pronunciou sobre o caso. “Atualmente, estamos cientes dos vídeos que circulam no Facebook, eles são angustiantes, mas não são a história completa, o homem no vídeo foi mordido em um dos vídeos porque ele teve que intervir para impedir que qualquer dano acontecesse ao outro cachorro. Esses vídeos foram filmados por uma ex-funcionária que foi primeiro aos jornais antes de me informar à RSPCA ou ao colega dela”, escreveu.

“A polícia não está levando isso adiante devido às circunstâncias em que o homem estava, a menina estava sentada lá, filmando, em vez de ajudar. Nenhum cachorro foi ferido ou foi para casa ferido. O procedimento legal está em vigor e teremos nosso nome limpo. Agradecemos a todos os nossos clientes fiéis que entraram em contato com nossa empresa primeiro para verificar os fatos. Se alguém precisar de mais informações, ficaremos felizes em fornecê-las”, acrescentou.

A RSPCA, entidade de proteção animal, condenou o caso. “A RSPCA apenas promove métodos de treinamento positivos e baseados em recompensas e não tolera esse tipo de comportamento para treinar cães ou educá-los. A denúncia foi feita para nós e estamos analisando o caso, para iniciar os procedimentos legais”, disse um porta-voz.

Confira o vídeo da agressão:


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui