Em extinção, 55 baleias azuis foram avistadas no ano de 2019


Atualmente, a Geórgia do Sul é o principal local de alimentação para várias espécies de baleias


Welcome to all and thank you for your visit ! ツ/Pixabay

A baleia azul, criticamente ameaçada de extinção, está voltando, segundo alguns  cientistas marinhos. O animal é considerado o maior que já existiu no planeta, chegando aos 33 metros de comprimento.

No ano de 2019 foram avistadas 55 baleias azuis, de acordo com o British Antarctic Survey (BAS), organização que estuda os movimentos de baleias nas águas próximas à Geórgia do Sul , no Oceano Atlântico Sul.

No passado, a Geórgia do Sul possuía baleias em abundância, no entanto, a caça levou os animais à risco de extinção. Agora, as populações da baleia azul, bem como as baleias jubarte e do sul, podem estar perto de uma recuperação completa em torno da ilha.

Reprodução Daily Mail

“O que está claro é que a proteção da baleia azul foi trabalhada com a mesma intensidade da proteção das baleias jubartes. Estamos emocionados em vê-las novamente na Geórgia do Sul”, disse Jen Jackson, da British Antarctic Survey (BAS).

E continuou: “É necessário proteção e monitoramento contínuos para ver se esse número de avistamentos de baleias azuis é uma tendência de longo prazo, como vemos nas jubartes”.

O projeto de rastreamento de baleias da BAS foi realizado durante os últimos três invernos da Geórgia do Sul (2017-19) e acompanhou três espécies de baleias – azul, jubarte e do sul. Também foram gravados os áudios de suas canções distintas.

As baleias azuis foram avistadas durante as expedições, no primeiro inverno e no terceiro. A terceira e última expedição avistou 55 animais. Para uma espécie rara, a quantidade de baleias avistadas foi um recorde.

“Pensar que, em um período de 40 ou 50 anos, eu só tinha registros de dois avistamentos de baleias azuis no sul da Geórgia”, disse à BBC o especialista em baleias Dr. Trevor Branch, da Universidade de Washington, Seattle. E completou: “Então, passar de praticamente nada para 55 em um ano é surpreendente.”

Atualmente, a Geórgia do Sul é o principal local de alimentação para várias espécies de baleias, no entanto, a caça de baleias na ilha matou mais de 176 mil animais em 60 anos, justificando as espécies entrarem em estado de risco de extinção, principalmente as azuis.

Ao longo de três temporadas de inverno a procura das baleias, a expedição mais recente da BAS foi a mais bem-sucedida. Durante a expedição, a equipe conseguiu navegar em áreas maiores durante 23 dias de bom tempo.

O projeto internacional do BAS inclui cientistas das Universidades de Auckland, Washington, St. Andrews,  do Rio Grande do Norte e da Associação Escocesa de Ciências do Mar e da Universidade de Barcelona.

Confira o vídeo dos sons das baleias:


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planetaDOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>