Exploração animal

Ministro australiano quer aumentar a exportação de animais vivos

Couleur/Pixabay

Em sua última passagem pela pasta de Agricultura e Pecuária, 2400 ovelhas morreram em viagens marítimas de exportação


Couleur/Pixabay

O ministro da Agricultura da Austrália, David Littleproud, afirmou estar convencido de que as exportações de animais vivos podem crescer no país. Em sua primeira passagem pela pasta de Agricultura e Pecuária, Littleproud supervisionou a reforma da indústria depois que imagens de ovelhas morrendo dentro de navios foram divulgadas em 2017. Ele afirmou que o país está comprometido com o comércio a longo prazo “agora que estamos recuperando a licença social”.

A Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra Animais (RSPCA), entidade que promove o bem-estar dos animais, repudia a fala do ministro e defende que a exportação de ovelhas vivas para o Oriente Médio é incompatível com os padrões básicos estabelecidos no mundo. No entanto, o ministro acredita que se a Austrália não se posicionar diante desse mercado, outro país fará. “Vou garantir que esses mercados saibam que a Austrália fará o melhor para eles e continuaremos fornecendo a melhor carne do mundo”, afirmou. Para ele, o mercado de exportação é fundamental para a agricultura.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

De acordo com o site Daily Mail, desde a morte de mais de 2400 ovelhas durante o comando de Littleproud na pasta, as viagens marítimas de exportação foram proibidas ao longo dos três meses mais quentes do ano no hemisfério norte. Em 2019, o Partido Trabalhista Australiano foi às eleições com a proposta de acabar com as exportações de ovelhas vivas estabelecendo uma transição de cinco anos para a indústria de carne resfriada. O projeto era liderado pelo candidato Bill Shorten, mas foi Scott Morrison quem venceu a eleição e manteve Littleproud no cargo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui