Pit bulls tuteladas por criminosos são resgatadas em Estrela (RS)


Sem comida, as cadelas viviam presas por um cercado e dormiam em casinhas precárias


A polícia do Vale do Taquari resgatou duas pit bulls em uma casa em Estrela (RS) na quarta-feira (5). O local onde os animais viviam ficou vazio após os tutores, que são criminosos, entrarem em confronto com a Brigada Militar. Três deles morreram no pátio da casa e cinco foram detidos.

Ronaldo Bernardi/Agência RBS

O major Ivan Urquia, comandante da BM no Vale do Taquari, decidiu então ajudar os animais. “Eu estava vendo os cães brincando na rua e me perguntei: o que será deles? Aí decidi falar com uma soldado do batalhão, que acionou uma entidade de cuidado a animais abandonados”, disse. As informações são do portal GaúchaZH.

A soldado que se uniu ao comandante nesta missão é Karin Barkert, de 29 anos, tutora de sete cães, seis gatos e uma galinha. “Retiradas de lá, (as cadelas) terão uma vida melhor, diferente da que tinham. Elas são um amor, super tranquilas e carinhosas”, disse Karin.

A presidente e fundadora da ONG Amando, Protegendo e Ajudando Muito os Animais (Apama), Ana Rita da Silva, 48 anos, disse que as cadelas viviam presas pelo cercado do terreno, dormiam em casinhas precárias e estavam com potes de ração vazios, além de usarem um vaso sanitário para beber água.

“Aquilo é uma cena de terror. Por que o ser humano se envolve em tanta coisa ruim? Tinha muito sangue e umas vinte aves mortas, entre perus, galinhas, patos… provavelmente o viveiro ficou aberto e por instinto elas atacaram. Uma das cadelas se demonstrou traumatizada, com muito medo de barulho, talvez pelo tiroteio que ocorreu”, contou Ana.

Um terceiro pit bull visto no local não foi encontrado. Como há pontos de fuga na propriedade, a suspeita é que ele tenha sido levado por alguém. As outras duas cadelas, porém, foram levadas pela ONG. Elas foram vacinadas e vermifugadas. Após serem castradas, serão doadas. Karin, no entanto, pretende adotar uma delas.

“Eu sempre digo que os animais nos adotam. E eu me apaixonei pela mais velha, mas preciso ver se ela é sociável com meus outros animais. Parece que sim, mas meu marido precisa concordar ainda”, disse Karin.

Quatro porcos abandonados no local também ficarão sob a responsabilidade da ONG. “Eles estão muito magros e, pela fome, nota-se que não eram bem alimentados. Vamos colocá-los para adoção também, mas somente se for para alguém que comprove que não vá matá-los”, disse Ana.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>