Coronavírus: animais sofrem na China após serem deixados para trás por tutores


Para tentar salvar a vida dos animais, voluntários têm se disposto a ir até as casas para alimentá-los


Animais estão sendo abandonados por seus tutores em Wuhan, na China, após parte da população fugir da cidade para se proteger do coronavírus. Alguns deles, preocupados, usaram a internet para tentar encontrar alguém para cuidar dos animais.

Pixabay/Fran__/Imagem Ilustrativa

“Por favor, alguém me ajude alimentando meu gato!”, escreveu um chinês na rede social Weibo. Dias depois, o rapaz revelou ter encontrado uma pessoa para cuidar do animal, que “miou com grande tristeza” ao ver o voluntário, “depois que ninguém esteve na casa por mais de 12 dias”. As informações são da Carta Capital.

Na rede social, ele pediu: “Salvem os animais que foram deixados em Wuhan”, e o apelo se tornou o mais comentado no Weibo.

Para tentar ajudar os animais, foi criado o grupo Associação de Proteção de Pequenos Animais através do aplicativo QQ China. O grupo já tem mais de 2 mil membros.

“Se seus gatos ou cães estão sozinhos e você me permitir entrar (em sua casa), eu posso ajudá-lo a alimentá-los”, anunciou no grupo Katherine Cui, na província oriental de Zhejiang. “Eu tenho muitos animais em minha casa e, portanto, muita comida e areia para gatos, sei muito bem a importância dessas bolas peludas”, completou.

O grupo surgiu após a mídia noticiar que animais foram expulsos de casa ou sacrificados por pessoas que temem que eles possam propagar a doença. No entanto, a Organização Mundial da Saúde alertou, através do Weibo, que “não há evidências de que cães, gatos ou outros animais possam contrair o novo coronavírus”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FLORIANÓPOLIS (SC)

INOVAÇÃO

AMOR

ESTUDO

ÁFRICA DO SUL

CÂNCER DE PELE

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>