Crime

Suspeito de matar cavalo a pauladas é detido em Aparecida de Goiânia (GO)

Foto: Reprodução

O cavalo foi encontrado morto na Praça Elmar Arantes e moradores da região denunciaram o crime de maus-tratos


Um catador de recicláveis de 44 anos, que não teve a identidade revelada, foi detido no dia 27 suspeito de matar um cavalo a pauladas em Aparecida de Goiânia (GO).

Foto: Reprodução

O crime, segundo a Polícia Civil, teria sido cometido com a ajuda de um rapaz que tem menos de 18 anos e também foi autuado. As informações são do portal Mais Goiás.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O homem foi detido após ser encontrado em via pública, na região que o crime foi realizado. Ele foi levado à delegacia pelo delegado Carlos Levergger.

Os dois suspeitos foram autuados pelo crime de maus-tratos a animais, mas responderão em liberdade, já que o delito é considerado de menor potencial ofensivo e, por isso, não prevê prisão preventiva.

Entenda o caso

Um cavalo foi encontrado morto na Praça Elmar Arantes, em Aparecida de Goiânia (GO) no último domingo, dia 26. Moradores da região afirmam que o animal foi morto a pauladas por carroceiros.

Um morador da região, que preferiu não ser identificado, contou que os carroceiros não só espancaram o animal, como também submetem outros cavalos a maus-tratos.

“Os carroceiros moram em frente ao parque. Os cavalos ficam amarrados ao relento. Já filmei várias vezes eles indo e voltando da casa onde ficam. Não é a primeira vez que isso acontece. Neste exato momento um amarrou o cavalo no meio do mato”, disse o morador ao G1.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema). O delegado Luziano de Carvalho revelou que informações indicam que o animal estava com uma das patas quebrada.

“O caso do cavalo com a pata quebrada é mais complicado de recuperar, nestes casos muitas vezes precisa sacrificar, mas não justifica ele ser morto a pauladas”, disse o delegado.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui