Exclusivo

Pesquisadora elogia matéria da ANDA sobre gatos

A sueca Susanne Schotz coordena o Projeto Meowsic que procura provar que os miados podem ter sotaque de acordo com a região onde os gatos vivem

Susanne Schotz com um de seus gatos. Foto site “Meowsic”

Matéria recentemente publicada na ANDA e que contou com 96 mil curtidas abordou o projeto “Meowsic”, pioneiro dentro da comunicação homem-gato, de Susanne Schotz, professora de fonética da Universidade de Lund, na Suécia. De acordo com o estudo, os miados podem variar de acordo com o país em que os gatos vivem ou até mesmo conforme regiões diferentes de um mesmo país.  Essa diferença de miado teria, inclusive, relação com a linguagem da população humana com a qual os gatos convivem.

O estudo, com duração de cinco anos, deve ser concluído até 2021 e já causa impacto na mídia e entre os amantes de gatos. A pesquisadora teve acesso à matéria publicada na ANDA sobre o assunto e enviou a seguinte mensagem:

“O artigo parece muito bom. Recebemos muitos e-mails de pessoas de todo o mundo (Europa, América do Sul e do Norte, Austrália, Ásia) nos contando sobre seus gatos e como se comunicam com eles. Nossa equipe faz o possível para responder a quaisquer perguntas do público em geral. Atualmente, estamos trabalhando com estudos de percepção de como os gatos reagem à fala humana (diferentes vozes, estilos de fala, padrões de entonação/melodia) e como os ouvintes humanos percebem vocalizações de gatos em diferentes contextos e estados mentais, bem como com diferentes padrões melódicos. Esperamos relatar nossos resultados ainda este ano. Obrigado novamente por se interessar em nossa pesquisa sobre comunicação com gatos!”

O estudo da sueca mostra que gatos podem miar com entonações bem diferentes de acordo com o local onde vivem. Foto site “Meowsic”

Ela conta que o site e o blog do projeto foram atualizados recentemente com algumas notícias sobre o estudo. Susanne, que tem vários gatos pretos, também colhe material gravando os miados que ecoam dentro de sua própria casa. Para saber mais sobre o projeto acesse a matéria da ANDA que teve grande repercussão AQUI

Fátima ChuEcco é jornalista ambientalista e atuante na causa animal

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui