Impacto Humano

Filhote de elefante atormentado pelo barulho de festival de música invade o evento

Assustados com o barulho alto da música, os elefantes da manada debandaram, mas o pequenino afastou-se de sua mãe e correu em direção ao barulho, atacando cadeiras, mesas e equipamentos

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

Um filhote de elefante selvagem, cuja família foi assustada e incomodada pelo barulho de um festival de música, saiu em defesa dos seus, invadiu o evento que acontecia na Tailândia e provocou pânico nos presentes.

Com seus habitats invadidos pela presença humana, esses animais selvagens se veem cada vez mais restritos em seus espaços e, desacostumados com o barulho e a agitação que vieram junto com a chegada do festival, os animais se assustaram e reagiram.

A banda estava ensaiando para sua apresentação quando a música assustou um rebanho de elefantes próximo a cidade de Chiang Mai.

A matriarca dos elefantes fugiu para a floresta, mas o bebê se dispersou da manada antes do começo do show na segunda-feira à tarde (06).

Alguns moradores da região aterrorizados fugiram enquanto outros dois tentavam puxar o elefante pelo rabo.

Mas o elefante os ignorou e continuou sua jornada de autodefesa, arremessando as cadeiras para fora do caminho com sua tromba poderosa.

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

O músico Watcharin Yodkamlueng estava no palco na hora e gravou o bebê enorme atacando as cadeiras e os equipamentos.

Watcharin disse que a mãe foi encontrada e os locais ajudaram a acalmá-la. Mas o bebê se recusou a render-se e desapareceu na floresta.

O cantor disse: “Fui contratado para tocar aqui pela vila e o local onde montamos o palco era perto de um local frequentado por elefantes”.

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

“Quando estávamos ensaiando para o show, a mãe e o filhote elefante que estavam em uma manada, ficaram assustados com o barulho alto e correram para a área do evento”.

A mãe foi pega com facilidade e se acalmou, mas o bebê foi mais difícil de ser contido. Ele entrou e derrubou as mesas e cadeiras.

“Posso dizer com certeza que esta é a primeira vez que os elefantes interrompem qualquer um dos meus shows”.

A banda continuou com a apresentação da música folclórica tailandesa tradicional uma hora depois, os danos foram resolvidos e a mãe elefante foi levada de volta à floresta

Foto: Viral Press
Foto: Viral Press

Acredita-se que o filhote de elefante acabaria voltando ao seu rebanho.

Infelizmente para esses animais os espaços em que estão acostumados a viver e circular estão cada vez mais reduzidos e a presença humana traz consigo os inconvenientes de barulhos altos, carros, casas, pessoas, sem falar nas ameaças de caça e exploração para o turismo que rondam esses gigantes gentis.

Animais selvagens, belos, livres, inteligentes e com um forte senso de vínculo e estrutura familiar são frequentemente capturados para servir de entretenimento para turistas, escravizados para carregar madeira em indústrias ou mortos pelo marfim de suas presas. Isso quando não são vendidos para serem caçados, mortos e depois terem partes de seu corpo exportadas como troféus de caça.

O legado de crueldade e indiferença da humanidade deixa suas marcas, muitas delas indeléveis na natureza, nos animais e no planeta, que indefesos assistem a tudo em silêncio. As informações são do Daily Mail.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

1 COMENTÁRIO

  1. O espaço reservado aos elefantes está cada vez mais reduzido e a ganância do homem em explorá-los torna a vida dessas criaturas espetaculares cada vez mais difícil. É lamentável, extremamente lamentável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui