Inspiração

Confira cinco atletas que apostaram no veganismo como estilo de vida

A ideia de que para ser forte é necessário consumir muita carne, está cada dia mais ultrapassada e virando uma das lendas mais mal contadas da história. Para comprovar isso, foram selecionadas algumas atletas veganas para provar que a ‘lenda’ é na verdade, uma mentira.

O site Women Health Mag relatou neste sábado (25), que de acordo com uma pesquisa recente do Journal of the International Society of Sports Nutrition , os atletas veganos têm uma ingestão maior de carboidratos, fibras,  antioxidantes, além de outras micronutrientes, que contribuem para um melhor desempenho dos atletas, em qualquer modalidade que seja.

Confira aqui algumas atletas veganas que colocaram por água a baixo as lendas sobre o consumo de carne:

ALEX MORGAN

EUA x Tailândia: Grupo F - Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 França
Getty Images

Alex Morgan é campeã da Copa do Mundo Feminina da FIFA 2019 e vegana. “Isso me fortalece e ajuda com a fadiga e a recuperação”, declarou ela ao USA Today.

Ela ainda declarou que o chef da seleção feminina cozinhou refeições veganas para ela durante toda a Copa e desabafou: “Nunca pensei que fosse possível jogar em nível de elite como atleta profissional com dieta à base de vegetais”. “Então eu percebi que não era nada prejudicial”.

TIA BLANCO

Campeonato Mundial Júnior de Ericeira 2016 Tia Blanco (EUA)
DAMIEN POULLENOT

Tia Blanco é campeã dos Jogos Mundiais de Surf , vegana há sete anos e é vegetariana desde que nasceu. Em seu canal no YouTube , ela diz que seu dia começa com água refrescante de limão e um smoothie vegano feito com frutas da estação.

MEAGAN DUHAMEL

Patinação Artística - Dia 6 dos Jogos Olímpicos de Inverno
HARRY COMO/GETTY IMAGES

Meghan Duhamel é bicampeã mundial de patinação artística e medalhista de ouro olímpico e disse ter virado vegana após ler um livro sobre veganismo em uma livraria de aeroporto. Meghan declarou à CBC  que logo após o episódio, limpou a geladeira e diz que desde então tem notado grandes aumentos em seus níveis de energia e desempenho atlético no gelo.

VENUS WILLIAMS

BNP Paribas Open - Dia 8
CLIVE BRUNSKILL/GETTY IMAGES

Venus Williams é a ex-campeã do Grand Slam e dos Jogos Olímpicos de tênis e foi diagnosticada com a doença autoimune da síndrome de Sjorgen (uma doença que afeta as glândulas produtoras de lágrimas e saliva, causando olho e boca secos) em 2011 e desde então vem seguindo uma dieta vegana com esperança de voltar às quadras.

SARAH STEWART

Dia Paralímpico 9 - Basquete em cadeira de rodas
ADAM PRETTY/GETTY IMAGES

Sarah Stewart venceu três campeonatos australianos e venceu três jogos paralímpicos. Além disso, a atleta acredita fortemente no veganismo. “Eu acho que ser vegana me deixa mais saudável”, disse ela a Great Vegan Athletes . “Certamente acredito que carboidratos e proteínas, juntamente com todos os seus nutrientes, criam corpos melhores e mais limpos, incluindo músculos, sem todas as gorduras animais ruins para você. E tentar evitar causar dor e sofrimento ao longo do caminho também é ótimo.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui