Pelotas (RS)

Cavalo explorado em carroça é açoitado com um cinto

Os maus-tratos foram registrados em vídeo e rapidamente viralizaram nas redes sociais

Reprodução
Reprodução

Um cavalo visivelmente exausto é brutalmente agredido com um cinto por um carroceiro em uma rua do bairro Getúlio Vargas, em Pelotas (RS). Os maus-tratos foram registrados em vídeo e rapidamente viralizaram nas redes sociais. Nas imagens é possível notar que o animal mal consegue ficar em pé.

Segundo o portal Sentinela 24 Horas, uma denúncia foi encaminhada à 3ª Companhia Ambiental da Brigada Militar (antiga Patram). Os militares conseguiram identificar o local, mas o animal e o agressor não foram encontrados. Quem tiver informações que ajudem a polícia a localizar o autor dos maus-tratos pode entrar em contato clicando aqui.

Ainda segundo publicação do Sentinela, o Conselho Municipal de Proteção Animal (Comupa) realiza vistorias para supervisionar a condição dos animais explorados em charretes. O presidente da Comupa, Henrique Fetter, afirmou em entrevista que o ato é repudiável e que a polícia deveria ter sido chamada no momento da agressão.

Fetter disse ainda ao Sentinela 24 Horas que a principal maneira de coibir este tipo de maltrato é a denúncia. Ele afirma ainda que as vistorias realizadas funcionam como um auxílio, mas que apenas as denúncias podem realmente salvar a vida destes animais.

Em janeiro de 2019, a Prefeitura de Pelotas anunciou a possibilidade da substituição e veículos tracionados por animais por opções éticas e sustentáveis. A declaração foi feita em resposta ao forte clamor social trazido pela morte de um cavalo morto após ser exploração em uma carroça.

No Brasil, crimes contra animais estão previstos na lei 9.605 de 1998. Uma vez acusado, o responsável pode ser punido com multa e até um ano de detenção.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

1 COMENTÁRIO

  1. É revoltante um lixo humano desses não ter sido preso por essa covardia , que com certeza deve ser uma prática normal pra esse monstro, o cavalinho e pequeno e deve ser obrigado a carregar peso além de suas forças, e nem deve ser bem alimentado , seria ser preso esse covarde , carroceiros são uma vergonha, isso tem que acabar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui