Crime ambiental

Carnificina de 10 mil camelos na Austrália segue até domingo

Crime: beber água. Sentença: execução a tiros.  A medida bárbara do governo australiano foi colocada em prática dia 8 

Os camelos serão mortos por atiradores em helicópteros. Foto Peggy und Marco Lachmann-Anke/Pixabay

Um deserto tingido de sangue com vários animais, adultos e filhotes, espalhados pela areia e agonizando até a morte – que pode levar horas ou dias. O cenário não é do século passado nem muito menos de algum país pequeno, sem estrutura ou cultura.

A medida drástica, cruel e antiética para “poupar água” que está em falta num país em chamas é da Austrália – um das nações de melhor IDH – Índice de Desenvolvimento Humano do mundo, com excelentes níveis educacionais, culturais, de habitação, saúde e economia estável.

O assassinato em massa, que começou na quarta-feira, dia 8, deve durar, à princípio, até domingo. Tendo suas comunidades invadidas  pelos camelos sedentos, os aborígenes  exigiram do governo um controle rápido dos animais, mas a medida adotada não combina em nada com um país desenvolvido e com capacidade de evitar atitudes como essas.

Investimentos em controle populacional evitariam qualquer medida drástica. Foto Moonzigg/Pixabay

A morte brutal virá do alto onde dezenas de helicópteros estarão lotados de atiradores com armas de longo alcance. Animais serão feridos nas pernas, dorso, cabeça… alguns terão a sorte de morrer na hora, mas muitos passarão horas e dias sangrando e sofrendo.

Triste não é a palavra que cabe em mais este episódio de atrocidades cometidas pelos humanos. As palavras que mais se encaixam são retrocesso e sadismo – duas coisas que absurdamente persistem em pleno século XXI.

A Austrália é um país rico em tecnologia e em pesquisas científicas. Por que não usar essas ferramentas para poupar a vida de milhares de animais que não têm como se defender e que nem sequer foram parar na Austrália por vontade própria?

Esses animais foram sendo levados para a Austrália a partir de 1840 para serem usados como via de transporte nos desertos. Depois passaram a atender o setor turístico. Há décadas eles carregam turistas pelo deserto australiano. Enquanto representavam lucro eram bem-vindos. Agora que são vistos apenas como “pragas” sedentas, a sentença foi execução sumária.

Os camelos feridos podem agonizar por horas ou dias no deserto australiano. Foto Logga Wiggler/Pixabay

Vários artistas e celebridades, principalmente australianos, estão doando milhões para o controle dos incêndios que assolam o país. Milhões. Será que parte desse dinheiro não poderia ser investido numa solução “humana” e positiva tanto para os camelos quanto para a comunidade aborígene?

Por que não se impediu a reprodução descontrolada dos camelos ao longo dos últimos anos? O país é próspero, tem estrutura, tecnologia… tem tudo!

Como se não bastasse autorizar a matança de cangurus como meio de controle populacional e também o massacre de gatos selvagens, agora o governo australiano cria mais uma medida sangrenta para seus problemas. Não é o único. Matança de rinocerontes, girafas e elefantes, dentre outros animais, também é frequentemente autorizada por países africanos. No Brasil o alvo de caçadores são os javalis, javaporcos e o que estiver no caminho. Até onça-pintada em extinção se mata com facilidade no Brasil.

E tudo isso em pleno ano de 2020. Nem é preciso dizer o quanto estamos moralmente, socialmente e espiritualmente “atrasados” apesar de sermos capazes de criar estações lunares e enviar sondas para Marte.

A Terra ainda é um mundo muito dividido: parte das pessoas fica perplexa diante dessas atrocidades, com o coração ferido dada a impotência de evitar tais tragédias, enquanto outra parte se diverte assassinando do alto criaturas que têm tanto direito de viver, inclusive de beber água, quanto qualquer outra sobre a face da Terra.

Isso vai entrar para a parte sombria de nossa história: já chegou o dia em que beber água tornou-se crime punível com morte lenta e dolorosa.

Para entender melhor o caso do massacre dos camelos acesse o link

Fátima ChuEcco é jornalista ambientalista e atuante na causa animal

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

28 COMENTÁRIOS

  1. Quem foi que disse que os humanos são “donos” da água???? O governo da Austrália mostra o lado mais sujo do ser humano! Mas não se preocupem: Deus está filmando tudo!

  2. Meu coração está sangrando há dias por tantas crueldades que os animais têm sofrido por culpa do próprio homem que de tão egoísta e ganancioso está acabado com o planeta. Chegará o dia em que não mais haverá água e alimento para toda a população humana e aí o que farão? Seremos abatidos também para garantir a sobrevivência dessa corja que não se preocupa em preservar o próprio planeta .

  3. Isso que estão fazendo com os camelos na Austrália e um ato insano e desumano. Se fosse alguma.coisa semelhante aqui no Brasil, toda a comunidade Europeia, Asiática, Americana e outras, já estariam fuzilando nossos governantes e mais. Porque que a PIRRALHA, não poe agora a boca no trombone, nesse episódio que é muito mais grave e hediondo do que aconteceu aqui na Amazônia?

    • Nossa vc não sabe o que está falando, me perdoe, mas dizer que é mais grave e ediondo do que o ocorrido na Amazônia é no mínimo infantilidade.
      Na Amazônia foi crime dos grileiros incentivado pelo próprio governo, que não tá nem aí para a natureza.
      Na Austrália são incêndios naturais, autocombustão dos eucaliptos (que ocorre todo ano), agravado neste ano pela estação das secas que veio mais cedo e por ventar muito na região, dificultando em muito o controle.
      Os animais estão desesperados por fugirem do fogo (os que conseguem), por fome e sede, atacam as comunidades aborígenes que já sofrem muito, além que quase extintos tbm.
      Estive na Austrália por 3 meses acabei de voltar, sei o que estou dizendo.

  4. Você disse tudo: retrocesso, sadismo somados a falta de amor. Aonde iremos parar?
    Como disse Sri Maha Krishna Swami, não é o mundo que está pequeno, é o coração do homem que se fechou.

  5. Vcs deveriam ter mais responsabilidade quando publicam coisas como essa. Os camelos são uma peste na Austrália e eles são selvagens. Existem mais camelos aqui do que em todo o mundo. E isso está gerando um grande desequilíbrio ambiental, afetando a vida de outros animais. Isso também acontece com os cangurus e crocodilos quando a sua população ultrapassa o limite máximo! O respeito pelos animais e muito grande!! Não matamos nem aranhas!! A Austrália tem um ecossistema muito peculiar e por causa de ambientalistas de escritório como você, as queimadas atingiram essa catástrofe que estamos vivendo! Tínhamos queimadas controladas todos os anos no inverno, chamados círculos de fogo, que evitavam que o fogo se alastra-se. O impacto disso era mínimo e a maioria dos animais salvos em momentos de grande seca e incêndios como estamos vivendo! Reveja seus conceitos e estude mais sobre como vivemos aqui!!

    • A crítica não é direcionada ao povo australiano mas ao governo que só encontra solução em exterminios. Um país tão rico, tão estruturado, tão avançado em pesquisas médicas e científicas não pode criar soluções éticas para controle populacional? O que vemos são espécies explodindo e daí o massacre sendo autorizado. Não seria melhor pensar em medidas para evitar a superpopulação? Certamente a Austrália tem tecnologia e conhecimento para isso.

    • Exatamente isso, seu comentário o mais sábio e realista. Meu filho vive na Austrália e acabei de voltar de uma estadia de 3 meses lá, sei do que está falando.
      Admiro demais o governo e o povo que respeita de fato os animais e seu habitat.

      Acontece que este pessoal vê uma notícia de tv ou WhatsApp e já sai destilando palavras sem conhecimento, triste realidade esta nossa. Cuidemos dos nossos animais que aqui são largados à própria sorte.
      Não vi lá UM gato na rua sequer, muito menos cão sem seu dono e na coleira.
      Brasil e seu povo precisam evoluir muito ainda antes de falar dos outros!!

      • A matéria não se refere ao povo australiano, mas a uma medida do governo que autorizou o fuzilamento de milhares de animais indefesos. O certo é um páis tão rico e com tecnologia de ponta investir no controle da população e não no aniquilamento.

    • Se o camelo valesse o preço do petróleo, ninguém mataria os camelos. Praga é saber que vc está chamando o maior predador do planeta de praga: o próprio homem!!!

  6. A situação chegou ao ponto insustentável e é lamentável esta ação, porém discordo de você quando diz que as pessoas estão se divertindo em fazer tais execuções. Acredito piamente que sofrem com isso, voltei de uma estadia de 3 meses na Austrália e vivenciei o respeito e a proteção aos animais e seus habitats, o país, os animais, as pessoas…a natureza está sofrendo com estes incêndios!!

    • Mari… quem se diverte com as execuções são os convocados para atirar nos camelos… não o povo em geral… são caçadores e caçadores se divertem matando animais indefesos

  7. A proteção aos Aborígenes, que sofrem muito e também estão em extinção, é o ponto principal nesta ação. Amo os animais e fico muito chocada com este tipo de situação, mas o ser humano precisa reequilibrar o que ajudou a desequilibrar. Profundamente lamentável toda esta situação por que passa o povo australiano.
    Precisamos ser condescendentes e não apenas criticar, não ajudará em nada. Com todo respeito esta é minha opinião.

  8. Eu fico chocado como muitos dos apoiadores dos direitos dos animais demonstram uma ignorância atroz, em relação às comunidades tradicionais. Questionar o papel da defesa dos animais por parte das populações originárias só atende a sanha sensacionalista, a fim de dar visibilidade a uma denúncia contra quem esse tipo de responsabilidade não pesa.
    Todas as populações tradicionais são responsáveis por garantir o equilíbrio do ecossistema no qual vivem há gerações.
    Eu pergunto: o camelo é animal nativo da Austrália?
    Foram os aborígenes que introduziram um animal, do deserto do Oriente Médio, em outro habitat, no qual eles concorrem com os humanos (pobres, leias-se) e para os quais não tem predadores naturais?
    É justo exigir que populações nativas dividam suas provisões com animais de fora da sua realidade socioambiental, introduzidos por brancos para atender ao mercado do turismo, e assumir um ônus pelo qual não têm responsabilidade?
    Há sim uma carnificina e ela não é promovida, nem é de responsabilidade dos aborígenes. Respeitem as comunidades tradicionais!

    • A matéria deixa claro que a medida foi tomada pelo governo australiano, não pelos aborígenes. Eles pediram medidas emergenciais e apoiaram a decisão do governo – talvez no desespero. Mas, conforme diz na matéria, cabe a um país tão rico e estruturado evitar a procriação dos animais ao invés de deixar que as populações explodam e depois partir para o fuzilamento.

  9. O ser humano e vez de ajudar a desequilibrar, tivesse pensado antes…não pensou foi porque não quis, sempre agiram com sentido no lucro e com ganância, não com o coração.nao me venha agora dizer que eles sentem ou estão tristes com esta situação…se estivessem, não agiam assim. Sabe qual a minha opinião?…ESPERO QUE QUEM DEU ESTAS ORDENS DE DIZIMAR OS POBRES SERES INOCENTES QUE SÓ PEDIAM ÁGUA, DESEJO QUE MORRAM Á MÍNGUA, DE PREFERÊNCIA ESTORRICADOS NO MEIO DOS INCÊNDIOS, E QUE O DIABO OS CARREGUE PARA O FUNDO DO INFERNO. PREFIRO BICHO QUE GENTE ASSASSINA, CRUEL E NOJENTA!!!

  10. Isso não tem cabimento… por um lado salvam animais dos incêndios, proteção para os coalas,etc etc.por outro mandam assassinar camelos …estranha contradição…não tem lógica nenhuma. Olha sabem o que eu acho?…TOMARA QUE QUEM DEU ESSAS ORDENS DE EXTERMÍNIO, VENHA A SOFRER HORRORES, QUE MORRA E QUE O DIABO OS CARREGUE PARA O FUNDO DO INFERNO…E QUE OS HELICÓPTEROS QUE ANDAM A FAZER ESSE SERVIÇO PORCO EXPLODAM TODOS E SEJAM TODOS CONSUMIDOS PELAS CHAMAS…Pronto, falei… é o que eu sinto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui