Pet shop é investigada após suspeita de que animais eram dopados


O dono da loja afirmou que os cães não estavam dopados e que não reagiam a estímulos por cansaço


Uma pet shop em Utah, nos Estados Unidos, passou a ser investigada pela polícia após um cliente levantar a suspeita de que os animais explorados para venda no local poderiam estar dopados.

Foto: iStock

“Este cachorro está drogado”, afirmou Austin Ewell, em um vídeo. “Eles estão todos sedados. Não tem como, não têm resposta”, completou.

O rapaz mexe na pata de um dos cães e bate a mão no vidro da vitrine, mas os animais não apresentam reação. As informações são do UOL.

“Não quero tirar conclusões precipitadas, mas algo não parece certo sobre esse lugar”, disse.

O caso foi denunciado ao Departamento de Polícia de West Jordan, que afirmou à Fox News que uma investigação foi aberta.

A polícia afirmou ao jornal que o dono da loja alegou que “os filhotes estavam cansados de um dia inteiro de atenção e as pessoas brincando com eles” e negou ter dopado os cães.

“Quando vimos o vídeo, ficamos preocupados. O dono da loja recusou qualquer irregularidade e a investigação continua “, disse o sargento da polícia de West Jordan J.C. Holt. “Não temos certeza do que estava acontecendo”, completou.

Através das redes sociais, a loja se posicionou. “Não drogamos ou sedamos nossos filhotes”, diz o comunicado. “Damos aos nossos filhotes vitaminas e probióticos para melhorar seus frágeis sistemas imunológico e digestivo”, completa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FEBRE AMARELA

REVERSÃO

FINAL FELIZ

RÚSSIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>