Coalas podem ser extintos antes de 2050


O número de coalas em Queensland e Nova Gales do Sul reduziu drasticamente nas últimas três décadas


Skeeze/Pixabay

Os coalas podem ser extintos até 2050 e a Austrália é a grande responsável da ‘catástrofe’, dizem especialistas.

Estima-se que mais de um bilhão de animais tenham sido mortos no incêndio na Austrália, além do mais, metade da população de coalas foi destruída no sul da Austrália.

Segundo o especialista e o professor Christopher Dickman, da Universidade de Sydney, existiam 100 espécies de plantas e animais que corriam risco de extinção, e agora, devido aos incêndios, a possibilidade de monitoramento é quase nula.

“Vai demorar algum tempo até que possamos avaliar se determinadas espécies ainda estão lá ou não, mas entre 20 e 100 plantas e espécies animais que já estavam ameaçadas ficaram no caminho dos incêndios e corriam um risco real”,  declarou ele ao site The Daily Telegraph.

Com relação aos coalas, ele diz que apesar da devastação, ainda existem locais que a espécie nunca foi tocada. “Os coalas têm uma grande variedade e, embora os incêndios tenham coberto mais de 10 milhões de hectares, ainda há uma área muito grande de habitat de coalas que permanece intacta”, declarou ele.

De acordo com o site Dailymail desta quarta-feira (22), o Fundo Mundial para a Vida Selvagem (WWF) diz que até 2050, os coalas serão exterminados no leste da Austrália, no entanto, o Dr. Stuart Blanch prevê que os incêndios “reduziram o cronograma de extinção”.

O número de coalas em Queensland e Nova Gales do Sul, estados da Austrália, reduziu drasticamente nas últimas três décadas.  Na década de 90, havia 326.400 coalas nesses estados e em 2010 havia apenas 188.000, segundo o WWF. Em 2020 a população deve ser menos de 100 mil, devido ao desmatando e a limpeza de terras. O especialista também estima que entre um quarto e metade da população de coalas morreu nos incêndios.

“Os impactos climáticos, incluindo secas e incêndios florestais, estão ocorrendo muito mais rápido do que o esperado, por isso é razoável concluir que o risco de extinção virá bem antes de 2050”, disse ele.

Falando anteriormente ao Dailymail, o professor Dickman disse sobre a possível dificuldade dos coalas se reproduzirem .”Algumas coisas provavelmente não vão voltar”, disse ele. “É quase meio bilhão de animais nativos. Você poderia dizer funcionalmente extinto em algumas áreas”, completou o professor.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>