Crime

Polícia procura 47 cachorros levados por criminosos em Eldorado do Sul (RS)

Polícia Civil / Divulgação

Criminosos invadiram um canil e levaram 60 cães, sendo que 47 ainda não foram encontrados. Cinco suspeitos de envolvimento no crime foram detidos


A Polícia Civil de Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul, está à procura de 47 cachorros da raça spitz alemão que foram levados por criminosos. Entre fêmeas, machos e filhotes, 60 cães estavam com os bandidos, mas 13 foram encontrados. Os animais eram explorados para reprodução e venda por um canil.

Polícia Civil / Divulgação

Três criminosos invadiram o canil no dia 5 de novembro. Eles fingiram que eram policiais para entrar no local, amarraram os funcionários do estabelecimento e levaram os cães.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Para o delegado Mario Souza, diretor da 2ª Delegacia Regional Metropolitana, “este crime provavelmente foi planejado”.

Após levar os cães, os bandidos exigiram uma quantia em dinheiro para devolvê-los, mas o criador dos animais não aceitou participar da tentativa de extorsão.

A ação criminosa foi planejada de dentro do Presídio Central, conforme revelaram investigações da polícia. O mandante seria ligado a uma facção criminosa com base na Zona Leste da Capital.

Até o momento, cinco suspeitos de envolvimento no crime foram detidos. Dentre eles, um funcionário do canil acusado de repassar informações que facilitaram a ação dos criminosos.

Dentre os cães que foram recuperados pela polícia, alguns tinham marcas de agressão. “Os cachorros estavam sendo negociados, tanto pela internet quanto para criadores clandestinos. Chegamos a ir à Santa Catarina, mas não encontramos nenhum lá”, contou o delegado de Eldorado do Sul, Rodrigo Caldas.

Dos cinco presos em novembro, dois permanecerem detidos e o restante aguarda em liberdade o andamento do processo.

O caso é investigado dentro da Operação Resgate, que integra uma ação maior, denominada Arca, que combate crimes envolvendo animais. “Não dá para dizer que seja uma tendência, mas eventualmente acontece. Com este montante, foi o único e maior caso recente”, disse o delegado regional.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui