Tendência

2019 foi o segundo ano mais quente já registrado

As temperaturas médias para os períodos de cinco anos (2015-2019) e de dez anos (2010-2019) foram as mais altas já registradas

Desde os anos 1980, cada década é mais quente que a anterior | Pixabay
Desde os anos 1980, cada década é mais quente que a anterior | Pixabay

O ano de 2019 foi o segundo mais quente já registrado, ficando atrás de 2016, de acordo com a análise consolidada da Organização Meteorológica Mundial (OMM) feita a partir dos principais conjuntos de dados internacionais.

As temperaturas médias para os períodos de cinco anos (2015-2019) e de dez anos (2010-2019) foram as mais altas já registradas. Desde os anos 1980, cada década é mais quente que a anterior. A expectativa é de que essa tendência continue devido aos níveis recordes de gases de efeito estufa que retêm o calor na atmosfera.

Tendo como base a média dos cinco conjuntos de dados usados ​​na análise consolidada, a temperatura global anual em 2019 foi 1,1°C mais quente que a média de 1850-1900, usada para representar condições pré-industriais. O ano de 2016 continua sendo o mais quente já registrado devido à combinação de um evento El Niño muito forte, que teve impacto de aquecimento, com as mudanças climáticas de longo prazo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“A temperatura média global aumentou cerca de 1,1°C desde a era pré-industrial e o conteúdo de calor do oceano está em um nível recorde”, disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas. “No caminho atual das emissões de dióxido de carbono, estamos seguindo para um aumento de temperatura de 3 a 5 graus Celsius até o final do século.”

As temperaturas são apenas parte da história. O ano e a década passados ​​foram caracterizados pela diminuição das geleiras, níveis recordes de aumento do nível do mar, da temperatura e da acidificação dos oceanos e de condições climáticas extremas.

Esses eventos têm grandes impactos na saúde e no bem-estar dos seres humanos, animais e do meio ambiente, conforme destacado pela Declaração Provisória da OMM sobre o Estado do Clima Global em 2019, apresentada na Conferência de Mudança Climática da ONU, COP25, em Madri. A declaração completa será publicada em março de 2020.

“O ano de 2020 começou onde 2019 parou — com clima de alto impacto e eventos relacionados. A Austrália teve o ano mais quente e seco já registrado em 2019, estabelecendo o cenário para os enormes incêndios florestais que foram tão devastadores para pessoas e propriedades, vida selvagem, ecossistemas e meio ambiente”, disse Taalas.

“Infelizmente, esperamos ver muitos eventos climáticos extremos ao longo de 2020 e nas próximas décadas, alimentados por níveis recordes de gases de efeito estufa na atmosfera”, disse Taalas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui