Raposas-voadoras buscam desesperadamente por comida após fogo destruir seu habitat


Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

Incêndios violentos estão forçando os morcegos-raposas também conhecidos como raposas-voadoras (Pteropus) a deixar seus filhotes para procurar desesperadamente por comida enquanto seus habitats são arrasados pelas chamas, de acordo com um serviço local de resgate da vida selvagem do país.

Um cuidador de animais do Centro de Resgate da Vida Selvagem, Wildlife Rescue South Coast, em Nova Gales do Sul (NSW), disse que 300 filhotes de raposa-voadora foram abandonados em áreas atingidas pelo fogo, ameaçando a viabilidade local da espécie.

As raposas-voadoras – uma espécie de gigante de morcego – começaram a voar para o sul na primavera, ameaçadas pelo com incêndios no norte de Nova Gales do Sul.

No entanto, elas, juntamente com as colônias locais, foram apanhadas nos incêndios mortais na região e muitas fugiram, deixando para trás seus filhotes.

Foto: Facebook/Shoalheaven Bat Clinic and Sanctuary
Foto: Facebook/Shoalheaven Bat Clinic and Sanctuary

Jenny Packwood, secretária da Wildlife Rescue South Coast, disse ao Daily Mail Austrália que as raposas-voadoras provavelmente estavam abandonando seus filhotes para buscar por comida.

“A situação é terrível. Temo que estejamos testemunhando a extinção de uma espécie”, disse ela.

“Acreditamos que, devido à seca excessiva, muitas raposas-voadoras estavam literalmente caindo do céu no sul de Queensland”.

“Então, seguidas pelos grandes incêndios, acreditamos que as mães voaram para o sul em busca de comida”.

Packwood disse que os filhotes de raposa voadora dependem completamente de sua mãe para realocação e sobrevivência.

“Os bebês de raposa-voadora são totalmente apegados às mães, eles ficam grudados a elas segurando-se no mamilo que está localizado entre as asas e envolvendo os pés no corpo das fêmeas”, disse ela.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

“Se estão desnutridos, não conseguem aguentar. As mães também podem estar abandonando por causa da fome”.

“Estamos chamando esse triste acontecimento de ‘evento de fome’. Nunca vi um abandono como esse antes”.

Packwood disse que a colônia de raposas-voadoras mais próxima do Centro de Resgate estava em um nível populacional de quase 20 mil habitantes, mas estima-se que tenha sido reduzida para apenas 5 mil quando os animais fugiram das chamas.

Enquanto isso, no sul da Austrália, há temores de que toda uma geração de raposas-voadoras tenha sido exterminada por uma onda de calor.

Até 8 mil filhotes de raposa-voadora morreram devido ao calor intenso e 400 sobreviventes estão sob os cuidados do Centro de Resgate, Fauna Rescue, em Adelaide.

A coordenadora do setor responsável pelas raposas-voadoras da Rescue Fauna, Sue Westover, disse ao jornal The Advertiser que estava cuidando de 61 filhotes da espécie em sua própria casa.

“Basicamente, toda uma geração de raposas-voadoras foi exterminada em Adelaide este ano, o que é muito triste”, disse Westover. “Elas estão listadas como vulneráveis agora e eu diria que não demorará muito até que estejam na lista de espécies ameaçadas”.

O professor de biologia da conservação da Universidade de Sydney, Mike Letnic, disse que outros animais nativos, como coalas, potoroos e equidnas, também foram forçados a se mudar.

O professor Letnic disse à publicação que alguns animais seriam “extintos localmente” nessas áreas.

“Os animais que normalmente sobrevivem nesses locais que não queimam podem recolonizar nesses refúgios, mas pode haver muitos poucos caminhos para permitir uma recolonização eficaz. Vai depender de quantos refúgios restarem”, disse ele.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?

DESPEDIDA

RETROCESSO

FINAL FELIZ

CRIMES

ENCALHE

LIVRE DE PRECONCEITOS

CRIME

POLUIÇÃO

EXPLORAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>