Filhote

‘Vou cuidar direitinho pra ela não fugir’, diz menina de 3 anos após resgate de gata

Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

A gata e Brenda Emanuelly, de três anos, são inseparáveis. Elas passam o dia juntas e até dormem na companhia uma da outra


Um filhote de gato foi resgatado na quinta-feira (5) após subir em uma árvore de 10 metros de altura em Montes Claros (MG). Depois que o animal, que é uma fêmea, foi salvo, sua amiga inseparável, Brenda Emanuelly, de três anos, prometeu impedir uma nova fuga.

“Quando entregamos a gatinha, a menina ficou eufórica e disse ‘vou cuidar direitinho para ela não fugir mais’. Essa relação entre animais e crianças é de muito apego e carinho”, contou ao G1 o soldado Diego Caldeira.

Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Diego Alberto Moreira, pai de Brenda, relevou que a família tutela outro gato, mas que a menina queria adotar um que fosse só dela.

“Há três meses, a gata do nosso vizinho teve filhotes e nós ganhamos um. As duas são assim, ficam o dia todo grudadas, dormem juntas e minha filha vive com ela no colo. Quando Brenda viu que ela estava em cima da árvore falava ‘olha minha gatinha miando lá em cima, tira ela de lá papai’, é uma relação impressionante, são inseparáveis”, disse.

A gata foi resgatada em segurança, sem ferimentos. O resgate durou uma hora.

“Usamos uma escada e um sistema de ancoragem com cordas no resgate. Algumas pessoas já haviam tentado pegar o animal, mas a orientação é para que isso não seja feito, já que há riscos por conta da altura. Além disso, a árvore também estava muito escorregadia devido à chuva”, explicou o sargento Anivaldo Dias Júnior, chefe da equipe de resgate da qual também faz parte o cabo Wesley Dias.

O soldado Diego Cadeira tem um carinho especial por este tipo de ação. Isso porque ele adotou um cachorro resgatado pelos colegas bombeiros.

“Ele estava muito machucado, parecia ter tido até a orelha cortada. A guarnição que fez o resgate trouxe o cachorrinho para o quartel, quando vi, quis ficar com ele. Para nós, bombeiros, todas as vidas têm valor”, concluiu.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui