Sem precedentes

Imagens de drone mostram a maior densidade de tartarugas já registrada chegando em santuário

Os répteis vão para o santuário da vida selvagem na Costa Rica com o objetivo de colocar seus ovos ao mesmo tempo aumentando as chances de sobrevivência dos bebês

Foto: Shutterstock/Grethel Pavon
Foto: Shutterstock/Grethel Pavon

Incríveis imagens de drones capturaram um vídeo do maior grupo de tartarugas marinhas já visto perto de um refúgio de vida selvagem na Costa Rica, enquanto se preparam para pôr seus ovos.

Todos os anos, centenas de milhares de tartarugas marinhas do sexo feminino chegam ao Refúgio Nacional de Vida Selvagem Ostional com diferença de poucos dias uma da outra.

A bióloga Vanessa Bézy estuda esse fenômeno – chamado de “arribada” – e filmou tartarugas-marinhas-de-olive-ridley ou tartaruga-marinha-do-pacífico (Lepidochelys olivácea) que se juntam no oceano antes de chegarem à costa.

Ela disse que viu milhares de tartarugas por quilômetro quadrado durante as filmagens.

As tartarugas marinhas são mais vulneráveis aos predadores quando são filhotes pequenos na praia e, portanto, grandes grupos de mães depositam seus ovos ao mesmo tempo na mesma área para aumentar a chance de sobrevivência de seus filhotes.

Usando um drone, ela conseguiu filmar o “enxame de tartarugas marinhas” em novembro de 2016 e descreveu a cena como “a maior densidade de espécies de tartarugas marinhas já registrada”.

“Eu soube imediatamente que havia algo especial acontecendo. Até hoje eu ainda fico impressionada com o vídeo. Elas são muitas!”, disse ela à National Geographic.

Foto: Vanessa Bézy
Foto: Vanessa Bézy

A pesquisadora diz que não divulgaria as imagens, mas decidiu torná-las públicas para aumentar a conscientização sobre os riscos que as tartarugas marinhas enfrentam.

Ela disse que esses répteis estão cada vez mais ameaçados pelo número crescente de turistas que podem se aglomerar nas praias em momentos críticos, bem como por possíveis empreendimentos imobiliários.

Nesse dia, havia um equivalente a cerca de 5 mil tartarugas marinhas dentro da área de um campo de futebol, cobrindo uma área total de mais de mil campos de futebol ”, disse ela, “E isso sem contar as tartarugas abaixo da superfície”.

Roldán Valverde, diretor científico da Sea Turtle Conservancy, com sede na Flórida (EUA), e biólogo da Southeastern Louisiana University, disse que esta foi a primeira vez que viu imagens mostrando um “enxame de tartarugas” no mar.

“A maioria das fotografias que documentam isso ocorre na praia”, disse ela à National Geographic.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui