IMPACTO HUMANO

Fotos comoventes mostram dois filhotes de urso polar disputando lixo plástico no Alaska

Inocentes quanto ao perigo que corriam caso ingerissem os fragmentos plásticos, os animais brincavam curiosos e lutavam pelo lixo que, não se sabe como, chegou até a região remota do Alaska

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

Imagens que flagraram cenas fortes e tristes mostram dois filhotes de urso polar lutando por resíduos de lixo plástico que encontraram em uma praia em uma região remota do Alasca.

Os filhotes são capturados pela câmera lutando entre si pela posse da poluição plástica, que inclui um jarro de leite cheio de lodo e pedaços de embalagens descartadas rasgadas.

Dois dos jovens ursos brincam de cabo de guerra com um pedaço de lixo e outra imagem mostra o bebê urso urinando em um recipiente de plástico.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

Um dos ursos também é visto com um pedaço de plástico encharcado pendurado na boca enquanto os dois se sentam à beira da água observado curiosos o lixo.

O fotógrafo Danny Sullivan, de Los Angeles (EUA), disse que as imagens angustiantes mostram o efeito que a poluição plástica está causando na vida selvagem do planeta, mesmo em partes remotas do deserto Alasca, e acredita que a mudança climática é um dos fatores pelos quais os animais encontraram o lixo.

O fotógrafo de 58 anos capturou a sequência enquanto fotografava em Kaktovik, no Alasca, no início do ano.

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

Sullivan disse: “As fotos foram tiradas no início de outubro, se fosse em anos anteriores, toda a área já estaria cerca de um metro e meio abaixo deles pela formação do gelo. Eles não teriam tido a chance de chegar ao plástico, o lixo teria sido submerso e enterrado”.

“As temperaturas estavam cinco graus mais quentes do que deveriam estar para a época, então o gelo estava começando a se formar no final do mês, e não no começo. Isso reduz a janela para a temporada de caça dos ursos polares, isso com certeza terá um impacto nos hábitos e na vida dos ursos”, apontou o fotógrafo.

“Mas esse não é realmente o ponto mais importante – o plástico não deveria estar lá em primeiro lugar. O que um jarro de plástico estava fazendo no Alasca? Isso apenas mostra que o que estamos fazendo é ter efeitos ruins em todos os lugares. Plástico flutuante chegando até esse ponto do planeta? Isso poderia ter vindo de qualquer lugar e agora existe muita probabilidade de um desses jovens ursos ingerir esse lixo”.

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

Sullivan, que estava ajudando sua esposa Shayne McGuire em uma de suas visitas fotográficas ao extremo norte, não conseguiu intervir e remover o plástico, pois isso poderia colocar sua vida em risco.

“Eu estava assistindo os filhotes mamarem em sua mãe quando um de repente saiu correndo”, disse ele.

“Eu o segui e seu irmão também. Antes que eu pudesse perceber, eles estão sentados lá brincando com o plástico e não havia nada que pudéssemos fazer”.

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

“Se tentarmos detê-los, a mamãe ursa vai atacar com tudo, e acredite em mim, ela não fará prisioneiros quando se trata de proteger seus filhotes. Tentamos limpar quando vemos lixo e plástico, mas nem sempre é possível – você não pode se colocar em risco embora queira ajudar os animais”.

“Os ursos polares adoram investigar e explorar coisas novas e costumam fazer isso com a boca – não sei se engoliram algum plástico, mas isso não me surpreendeu”.

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

“É triste e não é a única vez que vimos lixo nos lugares mais isolados e bonitos que estão realmente no meio do nada. Foi isso que fizemos ao planeta e, embora tenhamos o poder de alterá-lo, como as garrafas de cânhamo e outras substituições para o plástico, ainda não são comuns e as empresas não estão fazendo o suficiente nesse sentido. Nós realmente estamos no caminho de destruir nosso planeta”.

“Eu espero, de verdade, que as pessoas vejam essas fotos e pensem, ‘uau, realmente precisamos começar a mudar a maneira como agimos’. O lixo plástico não é bem-vindo em nenhum lugar, mas certamente é extremamente prejudicial nos habitats da vida selvagem no Alasca”, concluiu o fotógrafo. As informações são do Daily Mail.

Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan
Foto: Media Drum Images/Danny Sullivan

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui