Tendência

Estudo revela que 80% dos maiores produtores de carne estão investindo em alimentos veganos

A principais empresas de carne estão explorando proteínas veganas, incluindo JBS, Tyson e Cargill, que já estão produzindo ou investindo em carne vegana

Foto: Livekindly/Reprodução
Foto: Livekindly/Reprodução

A mudança ocorreu primeiro com a empresa brasileira JBS. A decisão de lançar o produto vegano (carne à base de vegetais) é notável; o país exportou 1,64 milhão de toneladas de carne bovina no ano passado, tornando-se o principal exportador mundial de carne bovina.

A Tyson Foods ficou em segundo lugar na lista dos 10 maiores empresas produtoras de carne que estão comercializando produtos veganos. A Tyson investiu na marca de carne à base de vegetais Beyond Meat e nas marcas de carne cultivada em laboratório Memphis Meats e Future Meat Technologies. Nesta última, Tyson investiu 2,2 milhões de dólares. Justin Whitmore – vice-presidente executivo de estratégia corporativa e diretor de sustentabilidade da Tyson Foods – comentou que a empresa está “empolgada com esta oportunidade de ampliar a disposição de investir em novas e inovadoras maneiras de produzir proteína”.

“Continuamos a investir significativamente em nosso negócio tradicional de carne, mas também acreditamos em explorar oportunidades adicionais de crescimento que oferecem mais opções aos consumidores”, acrescentou.

A Tyson está indo além dos investimentos. A empresa líder no comércio de carnes planeja lançar uma linha de produtos veganos ainda este ano. A medida é um esforço para acompanhar as “mudanças na demanda dos consumidores”, afirmou a empresa. O ex-CEO da Tyson disse uma vez sobre o movimento vegano: “Se você não pode vencê-los, junte-se a eles, certo?”

A Cargill Meat Solutions ficou em terceiro lugar na lista de produtores de carne. A Cargill controla mais de 20% do mercado doméstico de carne da América e é o maior produtor de aves da Tailândia. No início deste ano, a Cargill investiu na empresa de agricultura celular Aleph Farms, que fabrica carne limpa sem morte de animais. A empresa também investiu na Memphis Meats e na empresa de proteínas veganas Puris.

Proteína Vegana Premium

A Sysco – classificada em quarto lugar – é o maior distribuidor de serviços de alimentos do mundo. Produz carne “in a box” (processada), carne moída, carne de porco fresca, vitela e cordeiro, para citar alguns. Mas em maio, a Sysco anunciou um novo empreendimento: uma linha baseada em vegetais chamada Sysco Simply. A linha inclui almôndegas veganas, leite de amêndoa, salsicha vegana além da massa de pizza de couve-flor.

No número cinco, vem a Smithfield Foods que é o maior produtor mundial de carne de porco. Recentemente, lançou sua primeira linha vegana, Pure Farmland. A linha oferece hambúrgueres à base de vegetais, carne moída, almôndegas e hambúrgueres de café da manhã.

A Hormel Foods, classificada como a sexta maior processadora de carne, lançou uma linha de carnes veganas chamada Happy Little Plants. Seu principal produto é a carne moída à base de soja que possui 20 gramas de proteína por porção. Jim Splinter – vice-presidente de estratégia corporativa da Hormel Foods – disse que o lançamento foi um esforço para “alinhar-se ao mercado dinâmico de hoje”.

A Perdue Farms, que ocupa o oitavo lugar, tem o objetivo de adicionar proteína vegana a sua linha de produção. “Nossa visão é ser o nome mais confiável em proteínas premium. Não estamos dizendo proteína premium ‘de carne’, apenas proteína premium. É para onde os consumidores estão indo”, disse o presidente da empresa, Jim Perdue, à IndustryWeek. A empresa de carne, com 98 anos de idade, está “explorando várias opções” dentro do cenário vegetal.

O número 10 é o ConAgra, especializado em salsichas frescas e curadas. Em 2000, a ConAgra comprou a marca Lightlife de carne à base de vegetais antes de vendê-la alguns anos depois. Em 2018, a ConAgra adquiriu a Gardein, produtora de frango vegano, frutos do mar, carne de porco e carne bovina. A ConAgra também possui a empresa de alimentos congelados Birds Eye. No início deste ano, a Birds Eye lançou sua primeira linha de carnes veganas no Reino Unido. A linha, chamada Green Cuisine, oferece hambúrgueres, almôndegas e salsichas à base de vegetais. Em julho, a Birds Eye lançou uma campanha publicitária de carne vegana de 2 milhões de libras.

Momento da carne vegana

As duas empresas entre as 10 principais que ainda não se interessaram em carne vegana são a National Beef Packing, no número sete, e o OSI Group, no número nove. No entanto, até eles podem mudar em breve. O Grupo OSI – que produz há muito tempo hambúrgueres de carne para grandes redes de fast-food como o McDonald’s – fez parceria com a Impossible Foods (do Impossible Burguer) em julho.

Falando sobre carne à base de vegetais, Kevin Scott – vice-presidente executivo sênior da OSI América do Norte – disse à Reuters: “A hora e o lugar da carne vegana são agora”. As informações são do Livekindly.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui