Livre de Crueldade

Empresa brasileira investe mais de 5 milhões de dólares na produção de carne vegana

A imprensa internacional deu destaque ao projeto da R&S Blumos, descrito como “o início uma nova era no país”. O investimento vai para uma fábrica em São Paulo que terá capacidade para produzir 500 toneladas de carne vegana por mês até 2021.

Foto: Mistic Media
Foto: Mistic Media

A empresa brasileira R&S Blumos investiu recentemente 5,5 milhões de dólares – o maior investimento já feito pela companhia – no desenvolvimento de ingredientes para carne vegana. Em 2020, a empresa planeja concluir uma instalação em São Paulo que, até 2021, será capaz de produzir 500 toneladas de ingredientes à base de carne à base de vegetais.

Atualmente, a R&S fabrica uma variedade de ingredientes, incluindo proteína de ervilha com textura seca, mas sua nova tecnologia de extrusão úmida ajudará a criar melhores alternativas de frangos, suínos e peixes à base de vegetais – que pretende distribuir aos seus parceiros de serviços alimentícios.

A empresa brasileira fez uma parceria com fornecedores internacionais de proteína e equipamentos de ervilha e o Good Food Institute (GFI) para ajudar a colocar suas novas carnes no mercado. “Para que a indústria de alimentos seja capaz de se transformar e crescer de maneira a romper com o modelo anterior, deve haver uma oferta de ingredientes de alta qualidade e processos inovadores”, disse Gustavo Guadagnini diretor geral do GFI Brasil ao Foodnavigator-LATAM.

“O primeiro passo na transformação da produção da cadeia alimentar é exatamente o que empresas como a R&S Blumos estão fazendo: investindo em ingredientes mais sofisticados, sustentáveis e saudáveis, e que ofereçam novas aplicações e resultem em produtos que não seriam conseguidos de outra maneira, transformando os hábitos alimentares dos consumidores”.

No ano passado, a GFI Brasil descobriu que quase 60 milhões de brasileiros – aproximadamente 30% dos cidadãos – estão reduzindo ativamente o consumo de produtos de origem animal ou já se identificam como vegetarianos.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui