Ascensão Vegana

Dados revelam que o consumo de proteína à base de vegetais dobrará até 2025

Especialista do setor afirma que serão produzidas 16 bilhões de toneladas de proteína vegetal em 5 anos, o que representa um aumento de 8 bilhões de toneladas no período

Foto: Beyond Meat
Foto: Beyond Meat

De acordo com uma especialista e principal palestrante da Global Grain Geneva (maior reunião anual da Europa sobre o comércio de grãos, atraindo mais de 1000 participantes todos os anos) que ocorreu na semana passada, em Genebra, na Suíça, o consumo de proteína à base de vegetais deve dobrar entre 2019 e 2025, de 8 bilhões de toneladas este ano para 16,3 bilhões de toneladas em 2025. Segundo o especialista, a “mensagem deixada por esta previsão é a de que este é um mercado forte e está crescendo cada vez mais”.

Conforme relatado pelo IEGpolicy, a principal palestrante do evento, Kelley Fitzpatrick, da NutriScience Solutions, disse que o consumo de proteína vegetal deverá aumentar expressivamente até 2025 devido ao crescimento populacional e a demanda de consumo por alternativas à carne de origem animal.

“Um dos grandes impulsionadores do setor é a população de `milenials´ ou geração Y, jovens com idades entre 23 e 37 anos e a geração Z – aqueles com menos de 23 anos. Até 2030, mais ou menos, essas gerações capturarão quase 50% da compra de alimentos nos EUA e cada vez mais no mundo”, disse Fitzpatrick durante o evento.

Viacheslav Iakobchuk – stock.adobe.com
Viacheslav Iakobchuk – stock.adobe.com

Ela também disse que a soja continuará sendo o grão dominante no mercado, representando cerca de 77% da proteína vegetal, antes do trigo (22%) e da proteína da ervilha (0,8), embora a demanda por produtos de carne alternativos esteja impulsionando um aumento na produção de proteína da ervilha.

Sua previsão para o período até 2025 afirma que as vendas em alternativas de carne terão mais vendas na Ásia em termos de volume, mas que as taxas de crescimento serão maiores na América do Norte e Europa Ocidental. As informações são do Vegconomist.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui