Contaminação

Canadá fecha permanentemente três dos maiores matadouros do país

Os estabelecimentos foram fechados após um surto de contaminação pela bactéria E. coli. Os frigoríficos de Toronto também foram acusados de crueldade com os animais

Foto: Livekindly/Reprodução
Foto: Livekindly/Reprodução

A Agência Canadense de Inspeção de Alimentos fechou três grandes matadouros após um surto da bactéria E. coli. Ativistas também acusaram os frigoríficos de Toronto, cidade do país, de crueldade com os animais.

Os matadouros Ryding-Regency Meat Packers, Canadian Select Meats Inc. e The Beef Boutique Inc. perderam suas licenças depois de fornecer “informações falsas ou enganosas” sobre os resultados de exames de laboratório a respeito da presença da bactéria E. coli.

Após o surto, os principais supermercados foram forçados a retirar produtos das empresas de suas prateleiras. Walmart, Foodland e Whole Foods pararam de vender quase mil itens diferentes de carne bovina.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

A Associação Beef Farmers of Ontario (BFO) que representa os 19 mil criadores de carne da província afirmou em um comunicado: “Este é um grande golpe para o setor de carne bovina em Ontário”.

Mas alguns estão considerando os fechamentos dos estabelecimentos uma vitória para os animais. O Animal Save Movement – uma rede global de grupos que documentam animais dentro do sistema alimentar – expôs violações “horríveis” de crueldade animal no matadouro Ryding-Regency.

O Animal Save Movement usou câmeras escondidas no local. A filmagem mostra vacas sendo esfoladas vivas. Armaiti May – um veterinário da Califórnia (EUA) que assistiu às filmagens – disse ao jornal The Star: “Fiquei horrorizado ao ver vacas despertas e totalmente conscientes se contorcendo e se agitando em agonia enquanto o sangue escorria de suas gargantas cortadas”.

Bem-estar animal no Canadá

O Canadá vem avançando em direção a um melhor bem-estar animal. Em junho, o país proibiu locais como aquários e parques temáticos de manter baleias, golfinhos e botos em cativeiro.

“Os canadenses estão sendo claros, querem que a prática cruel de manter baleias e golfinhos em cativeiro termine”, disse a líder do Partido Verde e membro do parlamento pelas Ilhas do Golfo, Elizabeth May.

Mais de 20 dos principais cientistas marinhos e organizações de partes interessadas – incluindo Humane Society International/Canadá, Animal Justice Phil Demers, ex-treinador principal do Marineland e o Jane Goodall Institute endossaram a lei.

Rebecca Aldworth, diretora executiva da Humane Society International Canada, disse em um comunicado: “Baleias e golfinhos não pertencem a tanques e o sofrimento inerente a esses animais altamente sociais e inteligentes que sofrem em confinamento intensivo não pode mais ser tolerado”.

No mesmo mês, o Canadá aprovou a Lei de Pescas atualizada, proibindo a importação e exportação de barbatanas de tubarão. Kim Elmslie, diretor de campanha da ONG Ocean Canadá, considerou a mudança uma “grande vitória para os tubarões”. As informações são do Livekindly.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui