Bolsonaro se diverte torturando e matando peixe em Salvador (BA)


Ferido na boca por um anzol, o peixe foi retirado da água e agonizou até a morte, sofrendo com a asfixia


O presidente Jair Bolsonaro torturou e matou um peixe por diversão neste domingo (29), em Salvador, na Bahia, durante o recesso de final de ano. A cena foi registrada na Base Naval de Aratu.

Reprodução/G1

Imagens divulgadas pelo G1 mostram o presidente pescando o animal, que é retirado da água por dois homens que acompanham Bolsonaro. O peixe se debate, tentando resistir à ação da dupla, mas é levado até o presidente, que o segura nas mãos, faz uma foto e depois deixa o animal caído no chão, agonizando.

Além de sofrer ao morrer por asfixia, o peixe também foi ferido na boca pelo anzol usado pelo presidente. A violência do anzol foi comentada pelos homens que participaram da pescaria. Um deles afirmou que o apetrecho de pesca é o “satanás”.

O presidente comemorou o fato de ter pescado um animal de cerca de 15 kg, mas ignorou todo o sofrimento que impôs ao peixe.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>