Grupo a favor da caça usa o cadáver de uma raposa para atacar ativista pelos direitos animais


Foto: Caters News
Foto: Caters News

As imagens flagram o momento chocante em que um agressor balança o cadáver de uma raposa contra um carro que estava sendo conduzido por ativistas sabotadores de caça no Boxing Day (feriado inglês celebrado um dia após o Natal).

Um veículo 4×4 é mostrado bloqueando a estrada na vila de Kirk Smeaton, condado de North Yorkshire, Inglaterra, quando um grupo de homens se aproxima dos ativistas, cobrindo o rosto com os braços.

Quando os ativistas viram o carro para escapar, um homem os alcança e agride violentamente seu carro com uma raposa morta. Um dos ativistas pode ser ouvido dizendo, “que horror, absurdo”, enquanto eles escapam.

Após o ataque, a ativista pelos direitos animais, Charlotte Smith, enviou fotos mostrando sangue manchando na janela do carro.

O vídeo foi filmado pelo grupo ativista anti-caça, Sheffield Hunt Saboteurs, que viajou para ajudar outros ativistas a atrapalhar a Caçada de Badsworth, que aconteceria nos arredores de Kirk Smeato, segundo os ativistas.

Na página do grupo no Facebook, os ativistas disseram: “A escória local estava claramente infeliz por não ver uma caça real, então decidiu ser agressiva e bloquear veículos e bater em nossa janela com uma raposa morta, além de vir para cima do nosso veículo”. Os seguidores da página ativistas, defenderam o grupo e chamaram o homem por trás do ataque de “vil” e “mau”.

Foto: Caters News
Foto: Caters News

George Knobbs disse: “Eu odeio pessoas assim. Quero dizer, olhe para o cara, que ato absurdo para um ser humano fazer. Não tenho esperança para a raça humana, já desisti totalmente”.

Um porta-voz do grupo do departamento rural de Countryside Alliance disse ao Metro.co.uk: “Condenamos esse comportamento absolutamente desprezível mostrado por esse grupo de pessoas que segundo relatos, não estão conectados à caça de forma alguma”.

“Entendemos que eram pessoas locais cujas ações terríveis nos envergonham e esperamos sinceramente que elas sejam responsabilizadas”.

Foto: Caters News
Foto: Caters News

A caça à raposa foi proibida na Inglaterra e no País de Gales sob a Lei de Caça de 2004, mas a caça “por arrasto” – onde os cães são treinados para seguir um perfume artificial de animal – ainda é legal.

Os ativistas dizem que isso deixa uma brecha para os cães continuarem rasgando raposas em pedaços, ato que caçadores podem justificar dizendo que foi um “acidente”.

Um porta-voz da polícia de North Yorkshire disse: “A polícia está investigando um incidente na área de Kirk Smeaton que ocorreu por volta das 12 horas do dia 26 de dezembro de 2019. As investigações estão em um estágio inicial”. As informações são do METRO UK.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>