Jabuti é encontrado após fugir do local onde vivia há 15 anos no Paraná


O animal foi encontrado na rua por um homem que o levou até o quartel do Corpo de Bombeiros


Um jabuti voltou para casa após fugir em Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná. O animal vivia no local há 15 anos.

(Foto: Divulgação)

Encontrado na manhã de quarta-feira (25), o jabuti foi colocado em uma caixa por um morador da rua São Paulo, no bairro Santa Terezinha, e levado para o quartel do Corpo de Bombeiros.

Após receberem o animal, os bombeiros tiraram uma foto dele e publicaram nas redes sociais para tentar localizar seu tutor. A publicação viralizou. As informações são do portal Bem Paraná.

No mesmo dia, um homem apareceu no quartel e se dispôs a levar o jabuti para sua chácara e ofertar a ele os cuidados necessários. No entanto, logo em seguida, na tarde de quarta-feira, a tutora do animal apareceu no local.

Desesperada, a mulher contou aos bombeiros que o jabuti havia fugido e que vivia com ela há mais de uma década. Rodolfo, como é chamado o animal, pôde então voltar para seu lar.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE

CRISE CLIMÁTICA

CRUELDADE

ALERTA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>