Abandono de cachorros e gatos aumenta no final do ano


Abandonar animais é crime passível de detenção de até um ano, além de multa. ONG de Teresina (PI) faz apelo.


O número de animais abandonados aumenta no final do ano. Com as férias, muitas famílias viajam e deixam na rua, ou dentro de casas vazias, cachorros e gatos, que sofrem com a crueldade humana.

Foto: Reprodução/TV Clube

Em Teresina, no Piauí, ONGs de proteção animal pedem para os tutores que busquem outras alternativas ao invés de abandonar animais. A prática é criminosa e pode ser punida com detenção de até um ano, além de multa.

A tesoureira da Associação Piauiense de Proteção e Amor aos Animais (Apipa), Isabel Moura, lembra que existem maneiras de viajar sem abandonar os animais.

“Você pode pedir a um parente que vá até a casa e cuide do animal colocando comida e trocando a água suja por uma limpa. Se não houver parentes próximos, existem profissionais no mercado que são especializados em ir até a residência para alimentar e medicar o animalzinho caso ele esteja fazendo uso de medicação”, explicou ao G1.

Em Teresina, há 149 mil cães e gatos domiciliados, semi-domiciliados e abandonados. Na Apipa, 300 animais estão abrigados. A dívida da ONG com clínicas veterinárias supera os R$ 90 mil.

“A gente lançou uma vaquinha em que a pessoa contribui com o valor mínimo de R$ 15 para que a gente consiga chegar à quantia e realizar o pagamento dessa dívida com a clínica veterinária, ao fim dessa campanha, pois não tem mais o que fazer”, lamentou. Para ajudar a ONG acesse  o site.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>