Fotos de caçadores de troféu ao lado de renas mortas causam revolta nas redes sociais


Foto: Daily Mail/Reprodução
Foto: Daily Mail/Reprodução

Ativistas anti-caça e usuários das redes sociais mostraram indignação e revolta ao ver fotos de renas mortas divulgadas na redes sociais ao lado de caçadores de troféus.

A equipe escocesa de esportes de campo, “Hendry, Ramsay e Waters”, com sede em Fife (Escócia), está oferecendo renas do sexo feminino e masculino para caça de agosto a setembro nos parques nacionais da Noruega.

Fotos terríveis postadas online mostram caçadores posando ao lado das criaturas símbolo do Natal em muitos países, mostrando a pele dos animais ensanguentada e seus majestosos chifres segurados por seus assassinos.

Foto: Daily Mail/Reprodução
Foto: Daily Mail/Reprodução

Nick Weston, da grupo de defesa dos direitos animais, Liga Contra Esportes Cruéis, disse ao The Daily Star: “Não faz parte do espírito do Natal matar as renas do Papai Noel, não é?”

“Não há justificativa para matar animais, ainda mais atirar em seres indefesos por diversão, seja em qualquer época do ano, mas celebrar o Natal matando renas não é exatamente a demonstração de boa vontade que reina no feriado”.

“Quando aprenderemos que os animais não são mercadorias e suas vidas não nos pertencem para que os matemos?”.

Foto: Daily Mail/Reprodução
Foto: Daily Mail/Reprodução

O site da agência de caça diz: “Temos o prazer de poder oferecer renas das espécies Moose e Reindeer como troféu de caça para caçadas na parte nordeste da Noruega”.

“As tradições de caça na região são fortes e existem há muitas gerações. Hoje caçamos alces e renas aqui, mas também é possível caçar capoeiras, veados, ursos, lobos e lince durante algumas partes da temporada”.

Além da Noruega, Hendry, Ramsay e Waters oferece caçadas na Escócia, Inglaterra, França, Espanha, África e Argentina.

Foto: Daily Mail/Reprodução
Foto: Daily Mail/Reprodução

A empresa realizou recentemente seu evento de tiro “Brexit Cup 2019” e comenta regularmente sobre política em sua página no Facebook, referenciando os “benefícios socioeconômicos” da caça.

Um post recente na página da empresa mostra um jato particular em uma pista com os dizeres: “Aqui vamos nós novamente. Desportistas ricos que trazem renda alta e muito necessária para a zona rural da Escócia”.

Numa tentativa malfadada de justificar o assassinato precificado de animais indefesos como fonte de renda para regiões que “necessitariam muito” dela.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

A caça à rena na Noruega é permitida por lei porém reservada apenas caçadores de porte de rifles e é necessário um calibre mínimo de 6,5×55 devido ao porte do animal.

Hendry, Ramsay e Waters descrevem a caça no deserto norueguês como uma experiência de tirar o fôlego, principalmente para aqueles que não estão acostumados a andar na neve.

Além disso, as renas selvagens são caçadas na região desde a Era do Gelo e sua população é de cerca de 200 mil indivíduos.

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest

Esse tipo de comportamento em que os animais são mortos como troféu por seres humanos que buscam diversão no ato de tirar vidas, é um resultado característico da doutrina do especismo, que reina em nossa sociedade.

O especismo coloca o homem como superior a todas as demais espécies do planeta e por isso, livre para tratá-las e dispor delas como bem entender: matando, vendendo, comprando, explorando, torturando, trancando, usando para entretenimento e no turismo.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>