Espécies ameaçadas de extinção são vítimas da falta de ação do governo em relação às mudanças climáticas


Tigre, especie ameaça da extinção listada pela IUCN | Foto: : A. G. on Unsplash
Tigre, especie ameaça da extinção listada pela IUCN | Foto: : A. G. on Unsplash

Um novo estudo realizou previsões com base nos planos do governo americano classificados pela análise como inadequados para lidar com as mudanças climáticas e espécies ameaçadas.

Segundo os pesquisadores, mais de 99% das espécies ameaçadas de extinção são vulneráveis às mudanças climáticas. E agências federais não estão fazendo sua parte para protegê-las.

O estudo aparece no British Journal Nature Climate Change. Atualmente, existem 459 espécies na lista de espécies ameaçadas de extinção da IUCN (Internacional Union for Conservation of Nature). As mudanças climáticas afetam a qualidade da água, habitat, temperatura e espécies invasoras. Todos esses fatores influenciam animais já ameaçados de extinção.

A principal autora do estudo, Aimee Delach, disse sobre a pesquisa: “Nossas descobertas demonstram que, embora a mudança climática seja uma ameaça premente para espécies ameaçadas, as agências que gerenciam espécies protegidas pelo governo federal não deram atenção suficiente a essa ameaça”.

“Pior ainda, descobrimos que as agências estão caminhando na direção errada, com ações em documentos de recuperação que abordam ameaças às mudanças climáticas em declínio desde 2014. A administração atual produziu apenas um documento relacionado a essas espécies no período de 2017-18, que incluía ações de gerenciamento para lidar com os impactos climáticos”, disse a especialista.

Quanto aos planos atuais para espécies ameaçadas, segundo o estudo, as agências federais sugerem intervenções para 18% das espécies e listam apenas 64% das espécies como potencialmente afetadas pelas mudanças climáticas.

Um porta-voz do Departamento de Vida Selvagem dos EUA disse que a “sensibilidade às mudanças climáticas pode não ser tão severa para significar que um animal precisa ser colocado em uma lista especial”.

Os autores da pesquisa afirmam que seu estudo confirma que a mudança climática tornaria mais difícil para os animais ameaçadas evitar a extinção. As informações são do One Green Planet.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

ÓRFÃO

INVESTIGAÇÃO

ESTELIONATO

MORTE ACIDENTAL

ALARMANTE

NOVA CHANCE

DESUMANIDADE

SALVAMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>