Vídeo mostra adolescentes torturando veado até a morte


Foto: Facebook
Foto: Facebook

Um vídeo compartilhado nas redes socais mostrando dois meninos batendo em um cervo ferido que havia sido baleado se tornou viral na internet e resultou em uma investigação da Comissão de Caça da Pensilvânia, estado americano.

Nas imagens violentas, filmadas na cidade de Brookville, no estado da Pensilvânia (EUA), os meninos podem ser vistos chutando o animal no rosto, puxando seus chifres e pisando em sua garganta, enquanto o veado está vivo e caído no chão.

Quando o ataque ocorre, os meninos podem ser ouvidos rindo enquanto agridem o cervo e se perguntando se ele “ainda estaria vivo mesmo”.

No domingo (01), o vídeo foi enviado ao Facebook, onde foi compartilhado mais de 8 mil vezes.

O vídeo perturbador mostra os dois adolescentes agredindo o cervo ferido até a morte e depois pegando um dos chifres e puxando até arrancar.

Os dois adolescentes que seriam moradores locais chamados Cody Hetrick e Alex Smith, praticaram o ato de violência contra o animal ferido em uma área verde, aparentemente uma floresta na região, segundo informações do Daily Mail.

Relatos afirmam que os dois adolescentes são da cidade de Brookville, mas não está claro onde exatamente na cidade o vídeo foi filmado.

Foto: Facebook
Foto: Facebook

De acordo com usuários de mídias sociais, Hetrick compartilhou o vídeo no Snapchat (rede social de vídeos). Os usuários que viram salvaram o vídeo, printaram as telas com os nomes dos autores e o postaram online para levar os abusadores à justiça.

Outros usuários da rede sociais que presenciaram as imagens iniciaram uma petição on-line pedindo por justiça.

O departamento responsável está agora investigando o vídeo. Os meninos ainda não foram acusados legalmente.

Foto: Facebook
Foto: Facebook

Em resposta ao clamor público, a Comissão de Caça da Pensilvânia disse que “está atualmente investigando o assunto”.

“A Comissão de Caça da Pensilvânia está ciente da divulgação de um vídeo mostrando indivíduos agredindo um cervo ferido”, escreveu a agência estadual nas mídias sociais. “A conduta retratada no vídeo é repreensível e potencialmente uma violação da lei”.

A agência também solicitou que qualquer pessoa com informações relacionadas ao incidente a reportasse às autoridades.

Agressor Alex Smith | Foto: Facebook
Agressor Alex Smith | Foto: Facebook

Na semana passada, o presidente Trump assinou um projeto de lei bipartidário que torna a crueldade animal um crime federal punível com multas e até sete anos de prisão. As leis em todos os 50 estados já incluem disposições criminais por crueldade contra animais, mas o novo projeto ajudaria os promotores a lidar com casos de abuso de animais nas fronteiras estaduais, de acordo com grupos de direitos animais.

A lei não se aplica a pessoas que matam animais como alimento ou a quem caça, usa armadilhas e pesca.

Agressor Cody Hetrick em vídeo | Foto: Facebook
Agressor Cody Hetrick em vídeo | Foto: Facebook

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>