Empatia

Universidade de Cambridge remove quadro que mostra animais mortos

A instituição de ensino tomou a decisão depois dos alunos manifestarem repulsa em jantar ao lado da pintura "The Fowl Market", uma obra de arte que mostra uma grande quantidade de animais mortos e vendidos como alimento

Foto: Joe Giddens/PA Wire/AP
Foto: Joe Giddens/PA Wire/AP

Uma pintura retratando imagens perturbadoras representando animais mortos foi removida de um refeitório da Universidade de Cambridge, no Reino Unido. Os alunos expressaram estar horrorizados ao jantar ao lado da pintura a óleo do século XVII “The Fowl Market”, do pintor flamengo Frans Snyders – que foi doado à universidade pelo Museu Fitzwilliam.

“Alguns estudantes se sentiam incapazes de comer no refeitório porque o quadro estava na parede”, disse um porta-voz do Museu Fitzwilliam ao The Telegraph. “As pessoas que não comem carne acham as imagens repulsivas. Elas pediram para que o quadro fosse retirado”.

A obra de arte será exibida em uma futura mostra no museu, focada na cultura alimentar entre os anos de 1500 e 1800.

“Muitas pessoas estão se voltando para o vegetarianismo e o veganismo como uma escolha política, ética e alimentar, pois repensamos nossa relação com os animais e seu tratamento em um mundo industrializado”, disseram as curadoras Victoria Avery e Melissa Calaresu, sobre a remoção da pintura.

“As escolhas alimentares não são determinadas apenas por preocupações políticas sobre o que comemos, mas também agravadas pelas ansiedades morais que ressoam em torno da alimentação, autoimagem, excesso de consumo e nosso corpo”, complementaram.

A Universidade de Cambridge também está se juntando a uma lista crescente de instituições de ensino que se comprometeram a remover a carne de seus menus devido às crescentes preocupações com as mudanças climáticas.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui