Celebridades

Simon Cowell diz que a alimentação à base de vegetais o tornou um pai melhor

De acordo com o executivo e magnata do ramo musical, abandonar os produtos de origem animal deu-lhe mais energia para "acompanhar" Eric, seu filho de cinco anos de idade

Simon Cowell com a parceira Lauren Silverman | Foto: See Li
Simon Cowell com a parceira Lauren Silverman | Foto: See Li

O produtor e músico Simon Cowell diz que mudar seus hábitos, seu estilo de vida e sua alimentação ao adotar o veganismo melhorou sua vida em todos os sentidos, principalmente no familiar.

A estrela do programa X Factor, cujo filho Eric tem cinco anos, disse a mudança no seu regime alimentar, particularmente, lhe deu mais energia para “acompanhar” o menino irrequieto.

Além de mudar sua alimentação, Cowell também passou a tomar cerveja de baixa caloria, perdendo cerca de 10 kg no processo.

“Aumento de disposição”

“Minha memória está melhor, minha energia está mais alta. E quando você tem uma criança de cinco anos, precisa acompanhá-la desde o minuto em que acorda, pois esses pequenos querem estar em todo lugar ao mesmo tempo”, disse Cowell aos repórteres no ITV Palooza.

“A energia dele é inacreditável. Quando ele acorda, fica tipo ‘papai, papai, papai’ e, antes de dormir, ‘papai, papai, papai'”.

“Então, eu estava ciente do fato de que precisava acompanhá-lo em termos de energia, e alguém recomendou isso (veganismo) como o caminho certo a seguir. Eu tentei e me apeguei a mudança, é uma das coisas mais fáceis que já fiz”.

“Se entregue por inteiro”

Cowell revelou inicialmente que estava considerando adotar uma dieta baseada em vegetais em uma entrevista ao The Sun em abril deste ano. Na época, ele abandonou carne, laticínios, trigo e açúcar – prometendo largar o peixe e “se entregar por inteiro”. Agora, de acordo com vários relatórios, sua dieta é 100% vegetal.

Ele acrescentou: “É muito mais fácil do que as pessoas imaginam. Como eu costumava tomar iogurte de manhã, mudei para iogurte com leite de amêndoa. Coloco leite de amêndoa no chá também”.

“Tenho mais energia e foco e não foi difícil. Não gosto de usar a palavra dieta porque é por isso que nunca fiz dieta antes – a palavra dieta me deixa infeliz”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui