Dano ambiental

Relatório revela: empresas de carne são as maiores poluidoras de água do planeta

Na nova edição da Feeding Ourselves Thirsty (Alimentando a nossa sede, na tradução livre), a ONG Ceres revela que a indústria de carne é responsável por um terço da utilização e contaminação de água doce

O setor de carnes representa uma das ameaças mais significativas ao suprimento global de água, de acordo com um novo relatório da organização sem fins lucrativos com foco em sustentabilidade, Ceres. A edição de 2019 do relatório “Feeding Ourselves Thirsty”, analisa de perto como 40 das maiores empresas de alimentos gerenciam a utilização e o risco da água em suas operações e na cadeia de suprimentos global.

De acordo com o relatório, o setor de carnes – que foi analisado em adição aos setores de produtos agrícolas, bebidas e alimentos embalados – é responsável por um terço das retiradas de água doce e da descarga de toneladas de poluentes perigosos nas hidrovias anualmente.

Em média, o relatório constatou que o setor está fazendo o mínimo para reduzir de forma proativa esses riscos. A Sanderson Farms – o terceiro maior produtor de aves dos Estados Unidos – obteve a menor pontuação na análise e não conseguiu estabelecer nenhum tipo de meta para reduzir o uso da água.

O relatório da Ceres sugere que essas grandes empresas precisam adotar práticas muito mais fortes e decisivas para reduzir sua demanda e impacto sobre os recursos hídricos limitados do planeta.

“Cultivar e processar os alimentos que ingerimos é um negócio que consome muita água, chegando a demandar mais de 70% dos recursos hídricos cada vez mais escassos do mundo”, disse Brooke Barton, vice-presidente de Inovação e Avaliação da Ceres e co-autora do relatório.

“No entanto, como nosso relatório revela, o C-suite (coletivo para gerentes de nível executivo) ainda vê a água como um insumo barato e ilimitado, ignorando seu papel central na lucratividade de seus negócios. Apesar da percepção mais ampla, somos encorajados pelo crescente reconhecimento dos riscos da água e acreditamos que qualquer ação tomada para avançar no gerenciamento interno de riscos da água é um passo na direção certa. Ainda assim, há um longo caminho a percorrer para muitos dos maiores usuários e poluidores de água do setor”.

À medida que a indústria de carne continua pressionando os recursos do mundo, marcas de carne de origem vegetal, como Beyond Meat e Impossible Foods, estão explodindo em popularidade.

De acordo com um relatório de sustentabilidade divulgado pela Impossible Foods, são necessários 75% menos água (além de 95% menos terras e 87% menos emissões de gases de efeito estufa) para produzir seu principal produto, o Impossible Burger, em comparação com um hambúrguer tradicional de origem animal.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui