Cerca de 90% dos consumidores de alimentos à base de vegetais tem entre 33 e 38 anos

Um novo estudo do comportamento do consumidor realizado pela empresa de pesquisa de mercado, The NPD Group, constatou que a comida vegana é procurada por pessoas que procuram variedade em sua alimentação.

Foto: 123RF/Katarzyna Białasiewicz
Foto: 123RF/Katarzyna Białasiewicz

A maioria dos consumidores que compram alimentos alternativos, em lugar de carnes e laticínios, feitos à base de vegetais não é vegetariana ou vegana, de acordo com um novo relatório publicado pela empresa de pesquisa de mercado The NPD group.

O relatório constatou que os millennials (Geração Y ou do Milênio), pessoas nascidas entre 1981 e 1986, são os principais consumidores de alternativas baseadas em vegetais em relação aos produtos tradicionais derivados de animais.

A Geração X (nascida entre 1965 e 1980) também é um grupo central de consumidores de alimentos à base de vegetais, pois muitos são pais da Geração Z (nascidos após 1997) que estão cada vez mais interessados em alimentos livres de carne e laticínios.

“Em primeiro lugar, o sabor é o principal atrativo quando se pensa em entrar na categoria de alimentos à base de vegetais”, disse Darren Seifer, analista da indústria de alimentos e bebidas da NPD.

“Atributos como saúde e conveniência passam longe quando se trata de impulsionar o consumo, mas se o perfil do sabor ficar abaixo das expectativas dos consumidores, o produto provavelmente terá uma vida de curto prazo nas prateleiras. Seja comercializando um hambúrguer à base de vegetais que reproduz a experiência de comer carne ou uma alternativa de laticínios que tenha o sabor e a textura do leite, os consumidores agora têm substituição esperada sem sacrifício”, disse Seifer.

Em julho, o NPD Group informou que os consumidores dos EUA compraram 228 milhões de hambúrgueres à base de vegetais em restaurantes de fast-food no primeiro semestre de 2019 – representando um aumento de 10% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o The NPD Group, a maioria desses consumidores (95%) também comprou produtos de carne bovina durante esse período.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui