Comércio de vidas

Centenas de gatos doentes e maltratados que estavam a caminho do matadouro são resgatados

Cerca de 300 gatos foram resgatados e estão sob os cuidados de uma ONG, as autoridades encontraram 32 felinos mortos dentro do caminhão na cidade de Haikou, capital da província de Hainan, no sul da China

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

A polícia chinesa resgatou centenas de gatos severamente doentes e moribundos, presos em gaiolas imundas e superlotadas dentro de um caminhão com destino aos matadouros para abastecer restaurantes de carne de cães e gatos.

As autoridades da cidade de Haikou, capital da província de Hainan, no sul da China, pararam o veículo de carga que estava transportando nada menos que 307 gatos vivos na semana passada.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

O caminhão é originário da província vizinha de Guangdong e o motorista não tinha justificativa para o transporte ou um certificado de quarentena provando que os animais foram liberados para a viagem e qual o fim do transporte, informou a polícia.

O caminhão foi apreendido e os animais foram resgatados e entregues à Associação Provincial de Proteção aos Animais de Pequeno Porte de Hainan, que foram acolhidos, tratados e vacinados.

O vice-presidente da organização sem fins lucrativos, Wang Bing, disse à imprensa local que os animais provavelmente estavam indo para mercados e restaurantes que compram animais traficados a baixo custo para serem mortos e feitos de alimento.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

Wang disse: “No total 32 gatos morreram durante o transporte. Conseguimos salvar 275 deles”.

Muitos estavam severamente desidratados ou doentes. Suspeitamos que os gatos traficados estavam a caminho de restaurantes no East Gate Market.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

“Essa carne de gato teria sido vendida sem qualquer certificação de quarentena, mas ainda existem pessoas dispostas a comê-la”.

“Este não é apenas um risco para a saúde pessoal, mas também alimenta o crescimento das indústrias do mercado negro. Não sabemos de onde vieram os gatos de foram roubados da rua ou se tinham famílias”.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

Wang Helan, que trabalha no setor de adoções da ONG, disse: “Os gatos foram confinados a gaiolas extremamente apertadas, por isso não estão em muito boas condições”.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

“A maioria deles está traumatizada, em um estado de medo permanente, e não aceita a presença de humanos”.

Um voluntário disse à Asia Wire que todos os gatos sobreviventes foram permanentemente realojados ou promovidos por amantes de animais locais.

Foto: Asia Wire
Foto: Asia Wire

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui