Alerta

Ativistas denunciam a morte de centenas de coalas em incêndio nas florestas australianas

Fora de controle, as chamas devastam a região onde vivem populações raras e geneticamente únicas dos marsupiais. As autoridade ainda não sabem quantos animais podem ter perecido na tragédia

Foto: AAP Image
Foto: AAP Image

Autoridades responsáveis pela fauna e flora australianas têm motivos para crer que  centenas de coalas tenham sido mortos por um incêndio florestal que está fora de controle na costa leste da Austrália.

Um incêndio que se acredita ter sido desencadeado por um raio no sábado (26), que caiu a cerca de 400 quilômetros ao norte de Sydney, devastou uma área de mais de 2 mil hectares, mesmo com os esforços de diversas equipes de combate às chamas lutando para controlá-lo.

As equipes de resgate de animais selvagens responsáveis pelo norte de New South Wales (Nova Gales do Sul) acreditam que o fogo pode ter devastado a população “raríssima” de coalas que vivem bem na zona de incêndio.

“A importância especial desses coalas é que eles são muito diversos geneticamente “, disse Sue Ashton, presidente do Hospital Port Macquarie Koala (Hospital de Coalas de Port Macquarie). A especialista teme que centenas de coalas na área afetada tenham perecido no fogo.

“É uma tragédia nacional porque essa população de coalas é única”, acrescentou Sue.

A limpeza e desenvolvimento da terra ao longo do tempo acabou causando uma perda de habitat para os coalas que vivem nas árvores, levando a menos conectividade entre as populações, aumento da consanguinidade e redução da diversidade genética do marsupial, relata o Daily Mail.

Foto: AAP Image
Foto: AAP Image

Mais de 70 incêndios continuam queimando o estado de Nova Gales do Sul, que vem enfrentando uma seca severa.

As autoridades dizem que as condições estão melhorando e o fogo diminuindo perto de Port Macquarie, onde grandes navios-tanque estão sendo usados para combater o incêndio intenso.

“O fogo continuará a arder durante toda a noite, no entanto, existem recursos significativos na área para proteger as propriedades”, disse o Serviço de Bombeiros Rural de New South Wales em sua última atualização sobre as chamas.

Foto: AAP Image
Foto: AAP Image

Quase 1.200 bombeiros estavam combatendo 85 incêndios em todo o estado na semana passada, quando vastas áreas da mata foram queimadas.

Sue disse que voluntários de ONG de proteção à vida selvagem se juntariam a bombeiros na área na quinta e sexta-feiras para avaliar a escala de perdas e iniciar uma operação de resgate para os coalas sobreviventes.

“O que acontece com um coala em um incêndio é que eles se assustam e sobem no topo das árvores e se enrolam inteiros até virarem uma bolinha de pelos. Se o fogo passar rapidamente e apenas chamuscar seus pelos, eles ficam bem, o pelo voltará a crescer”, disse ela.

Mas se o fogo se intensificar e continuar queimando a árvore “eles morrem”, acrescentou. “Então, não saberemos ao certo até chegarmos lá e começarmos a procurar”.

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.


 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui