Tubarão mais rápido do mundo encalha em praia de Mongaguá (SP)


O Instituto Biopesca foi acionado para resgatar o tubarão, mas o animal morreu antes da equipe chegar


Um tubarão anequim, considerada a espécie de tubarão mais rápida do mundo, encalhou em uma praia de Mongaguá, no litoral de São Paulo, na quarta-feira (27).

Foto: Arquivo Pessoal

O animal, que tem cerca de 35 kg e 1,3 metro de comprimento, foi encontrado por Juliano Fernando de Almeida, de 42 anos.

“Eu achei que ele estava morto, mas quando cheguei perto o tubarão se mexeu, estava agitado, mas muito debilitado”, disse. Com a ajuda de outras pessoas, Juliano retirou o animal do local e acionou o Instituto Biopesca.

Ao chegar no local, a equipe do instituto já encontrou o animal morto. As vísceras do animal foram retiradas e serão encaminhadas para autópsia.

“Foi uma emoção muito grande. Não é normal aparecer [um tubarão desses] aqui na nossa costa, então não é todo dia que a gente vê essa cena. Agora estamos aguardando a análise do Biopesca para saber o que fez com que ele encalhasse na praia”, finalizou.

Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com o biólogo Eric Comin, o tubarão anequim vive longe do litoral, de onde se aproxima no verão devido a uma maior oferta de alimentos e ao período de reprodução. O animal pode medir até 3,5 metros de comprimento e pesar 500 kg.

“Esse animal muito provavelmente se tratava de uma fêmea que estava atingindo a maturidade. São os tubarões mais rápidos do oceano, podem chegar até 100 km/h”, explicou.

“É importante ressaltar, no entanto, que são animais extremamente vulneráveis a extinção, e a principal causa é a pesca. Muitos ficam presos em redes de espinhel ou de malhe e são descartados, ficando muito debilitados”, completou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"62516":{"name":"Main Accent","parent":-1}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default Palette","value":{"colors":{"62516":{"val":"rgb(255, 255, 255)"}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
DOE AGORA

COMPARTILHE:

Você viu?

REFLEXÃO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRIME

ASCENSÃO

TESTAMENTO

ATO HEROICO

SUSTENTABILIDADE

RECORDE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

__CONFIG_colors_palette__{"active_palette":0,"config":{"colors":{"cf6ff":{"name":"Main Color","parent":-1},"73c8d":{"name":"Dark Accent","parent":"cf6ff"}},"gradients":[]},"palettes":[{"name":"Default","value":{"colors":{"cf6ff":{"val":"rgb(243, 243, 243)","hsl":{"h":0,"s":0.01,"l":0.95}},"73c8d":{"val":"rgb(217, 216, 216)","hsl_parent_dependency":{"h":1,"l":0.85,"s":-0.05}}},"gradients":[]}}]}__CONFIG_colors_palette__
OK
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
>