Exploração de elefantes em passeios será proibida em 2020 em parque no Camboja


A proibição foi determinada graças à pressão de ONGs de proteção animal


A exploração de elefantes em passeios será proibida no sítio arqueológico Angkor, no Camboja, a partir de 2020. O local é visitado por turistas que querem conhecer resquícios de pedras e construções.

(Foto: Traveller/ Reprodução)

Quatorze animais são explorados no local. Essa realidade, no entanto, irá mudar graças à pressão de ONGs de proteção animal, que decidiram agir após um elefante morrer de exaustão em 2016. As informações são da revista Casa e Jardim.

Apesar da proibição, apenas cinco dos 14 elefantes foram soltos em uma floresta da região para que possam voltar a viver em seu habitat. Os outros serão realocados no início de 2020.

O novo desafio das entidades, segundo a AFP, é conseguir reproduzir essa mudança em países como a Tailândia e o Vietnã, onde elefantes também são explorados pelo turismo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MINAS GERAIS

ESTUDO

CONSUMO CONSCIENTE

PROTEÇÃO

AMOR PROFUNDO

ÍNDIA

RESGATE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>