Manchas de óleo chegam ao Parque Nacional de Abrolhos


O Parque Nacional de Abrolhos é um dos principais berços de biodiversidade marinha do Atlântico Sul


Pequenas manchas de óleo foram registradas no Parque Nacional de Abrolhos neste sábado (2), na Bahia. O local é um dos principais berços de biodiversidade marinha do Atlântico Sul e a primeira unidade de conservação marinha do país. A substância foi encontrada na praia norte da Ilha de Santa Bárbara, uma das cinco ilhas do Arquipélago de Abrolhos.

Óleo encontrado na ilha de Santa Bárbara, em Abrolhos (Foto: Reprodução/Folha de S. Paulo)

A presença do óleo foi confirmada por uma nota assinada pela Marinha, pela ANP (Agência Nacional do Petróleo) e pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Para conter e monitorar o óleo, navios, fragatas e corvetas da Marinha e um navio da Petrobras realizam ações na região.

O arquipélago é berçário das baleias-jubarte e abrigo de diversos animais, inclusive espécies que não existem em nenhum outro lugar do mundo. A região conta também com alguns dos principais bancos de corais do litoral brasileiro.

Ao jornal Folha de S. Paulo, o biólogo Gustavo Duarte, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, afirmou que a chegada do óleo ao arquipélago “é uma tragédia”. Duarte é estudioso dos corais da região.

Óleo registrado em Belmonte, na região de Abrolhos (Foto: Reprodução/Folha de S. Paulo)

Em quase toda a extensão do litoral da cidade de Caravelas (BA), que abriga Abrolhos, foram registradas pequenas manchas de óleo neste sábado (2). A limpeza está sendo feita por voluntários e servidores da prefeitura.

As manchas chegaram até aos municípios de Prado, Alcobaça, Belmonte, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, de onde foram retirados cerca de 200 quilos de óleo.

Além de Abrolhos, há três reservas extrativistas na região – Canavieiras, Corumbau e Cassurubá – e unidades de conservação municipal, como o Parque Marinho Recife de Fora, em Porto Seguro, e o Parque Marinho da Coroa Lata, em Santa Cruz de Cabrália.

No litoral da Bahia, não foi registrado óleo apenas em Mucuri. Já na Região Metropolitana de Salvador, a substância voltou a aparecer nos últimos dias. Na quinta-feira (31), bastante óleo foi registrado na praia de Arembepe. Em Salvador, na praia de Stella, pequenas manchas surgiram na sexta-feira (1). Já no sábado (2), manchas de pequena dimensão foram registradas na praia de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas.

Arquipélago de Abrolhos (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, independentemente do valor, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.



Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EDUCAÇÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>